Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

02
Jun13

Vingança a sangue-frio, de Jo Nesbø

Patrícia


Anéis entrelaçados. Assim como os do símbolodos jogos Olímpicos. É a imagem de anéis entrelaçados que me vem à cabeçaquando penso neste livro.
Ando a ler os livros de Jo Nesbø numa sequência que não lembra o diabo. Comecei pelo 4º e passei agorapara o segundo. Não fazer o trabalho de casa antes de ir à livraria é no quedá. Adiante, que isso não me incomodou assim tanto.
Anéis entrelaçados. Histórias dentro dehistórias, vidas que se enrolam umas nas outras. Gostei. Gosto dos personagensprincipais, gosto de Harry Hole e de Beate. Gosto muito da Beate Lønn. Acho que ela e o Hole fazem uma óptima parceria.
Um assalto a um banco (com uma vitima mortal)dá o mote. Mas o crime que nos leva a ler página atrás de página é a morte deAnna Bethsen, uma antiga namorada de Hole que está na cidade. Hole ésimultaneamente investigador e suspeito desta morte. Curiosos? Leiam o livroque acerca e um policial não se diz grande coisa.
Não é propriamente o mistério e aidentificação dos culpados que me faz gostar de um policial. Aliás devo dizerque desde o inicio adivinhei o culpado da morte de Anna e que cedo percebi otruque da história do Banco. Foram os porquêsque me agarraram.  Foi o como. Foram os fios condutores que melevaram a conhecer um pouco melhor Hole que me agradaram.
Como único ponto negativo tenho a apontar ahistória atrás da história (já vos tinha dito que isto me lembra anéis entrelaçados?)e o envolvimento do Waaler. Esta parte vai arrastar-se quanto tempo? Por quantoslivros? Claro que convém haver um fio condutor a ligar os livros mas ser umarqui-inimigo do qual só se vai conhecendo migalhas não me agrada por aí alémuma vez que o mais atrativo dos policiais é podermos fechar o livro com osentimento de “fim”. Coisa que não acontece nestes livros.
E agora acho que vou mudar de estilo de livropor algum tempo e vou arrumar as armas e os policiais. Mas vai ser apenas porpouco tempo.  

1 comentário

Comentar post