Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ler por aí

Ler por aí

28
Mar18

Sugestões à Quarta: As minhas sugestões do YouTube

Patrícia

O mundo dos livros não se faz só de palavras escritas. Conversar sobre livros é maravilhoso, que o digam todos aqueles que têm a sorte de pertencer a um grupo de leitores ou que têm amigos que lêem os mesmos livros que nós. Ouvir falar de livros também é bom. E por isso os canais de youtube são um óptimo veículo para falar de livros.

Deixo-vos aqui a minha selecção de canais, por ordem alfabética. Estes são aqueles a que volto sempre, que acompanho mais de perto.

A Cabeça do Ned – Para os fãs de Game of Thrones aqui fica a versão vídeo de um podcast que acompanhou todos os episódios das série. Eu oiço em podcast e está neste momento em stand-by à espera da próxima temporada.

A Miúda Geek – Para quem gosta de romances históricos clássicos ou literatura portuguesa. Ide ouvir a Elisa, vá.

Abstração Colectiva – Um dos meus canais brasileiros preferidos, de onde tiro imensas sugestões de leitura. Gosto especialmente da análise aos livros da Úrsula K. Le Guin.

Aprendiz de Leitor – O Hugo, sem o saber, foi o responsável por uma das minhas últimas compras. Gosto especialmente das opiniões longas e bom fundamentadas.

Books & Movies – A Dora é impagável. Sem dúvida a melhor comunicadora do Book Tube Português. Apesar de não lermos, na maior parte das vezes, o mesmo tipo de livro acabo sempre por voltar e divirto-me horrores com os vídeos dela.

Jardim de Mil Histórias – A Isaura é a miúda mais doce do Book Tube Português e também lê muito. Os vídeos de opinião são sempre bons mas quando fala de livros infantis torna-se especial.

Legendarium Podcast – Cosmere, Brandon  Sanderson, Stormlight Archives. Preciso dizer mais? Para quem gosta de fantasia e dos livros do Brandon Sanderson, este é O canal. Eu oiço em podcast há bastante tempo mas fiquei feliz quando começaram a gravar em vídeo. Basicamente é o canal com o qual me identifico mais e é o que, tivesse eu tempo e companhia, gostava de fazer (em versão podcast, claro).

The holy reader – A Carolina lê muito e é muito expressiva. Um dos canais onde encontro sempre boas recomendações.

VevsValadares – A culpada por eu ter descoberto o maravilho Jonathan Strange & Mr. Norrel. E por algumas das melhores análises literárias que já ouvi. Devia ser de visualização obrigatória para quem faz vídeos de opinião. Ou para quem gosta de ler e se quer divertir.

Words of a reader – No outro lado do mundo lê-se e tem-se Conversations over coffee. Gosto imenso desta rubrica desta miúda.

E sim, eu sei que há muitos mais canais interessantes. Esta é apenas a minha selecção de hoje.

07
Mar18

Sugestões à Quarta: Literatura Feminina

Patrícia

Já sabem que sou fã do Biblioteca de Bolso e que é, sempre, um dos podcast que sugiro aos leitores. Ainda assim não é por acaso que hoje a sugestão é esta.

Amanhã assinala-se o Dia Internacional da Mulher, um dia que não pretende celebrar o ser-se mulher, o sexo feminino ou maravilha que é parir, ter mamocas ou usar batom. Não é, da mesma forma, o dia certo para me oferecerem uma rosa. Eu adoro receber flores... excepto neste dia. 

O dia Internacional da Mulher é um dia triste. É um dia que é, infelizmente, necessário porque a MGF ainda é uma realidade, porque ainda há meninas que, por terem nascido com vagina, não podem ir à escola, não têm direitos, não são donas do seu próprio corpo ou da sua vontade. 

O dia Internacional da Mulher é um dia triste. Confesso-vos que, para mim, é um dia cada vez mais triste porque a cada ano que passa percebo melhor a sua necessidade.

Vivemos numa época em que se fala cada vez mais, mas não melhor, acerca de feminismo. Numa época em que se diz, com orgulho, que não se é feminista. Vivemos numa época em que se inventou um palavrão pegando nas palavras "feminista" e "nazi". Vivemos numa época em que a regressão da sociedade parece estar a acontecer e ser imparável. 

Na Literatura há cada vez mais mulheres. A esmagadora maioria dos leitores são mulheres. Mas ainda se fala de "literatura feminina" como um género. E um género menor ainda por cima. Não sei o que é literatura feminina (ou vou fingir que não sei a que se referem) e vou dizer-vos que se literatura feminina é o que as mulheres lêem, então eu gosto literatura feminina. E que se literatura feminina é o que as mulheres escrevem... então devo assumir que sou absolutamente fã de literatura feminina. 

Este episódio da Biblioteca de Bolso tem muitas mulheres de talento. Tem a Inês Bernardo (que juntamente com o Mário Silva teve a ideia e conduz estas conversas), tem a Filipa Leal, a Sylvia Plath, a Adília Lopes e a Clarice Lispector. Tantas mulheres interessantes que ajudam a dar páginas e voz à literatura feminina.

 

 

01
Mar18

Sugestões à Quarta e Opinião: Todos os dias são meus, de Ana Saragoça

Patrícia

Todos os dias são meus.jpg

 

Há 3 anos escrevia, sobre o Todos os dias são meus, da Ana Saragoça, o texto abaixo. Hoje, assim num misto de opinião de segunda e de sugestão à quarta (sim, eu sei que hoje é quinta-feira), trago-vos a notícia que este maravilhoso livro está de volta às livrarias com uma nova capa (e que maravilhosa é!) a partir de 06 de Março. 
 
E depois de descobrirem a Ana Escritora, descubram a Ana actriz (o texto também é dela) e vejam a peça A mãe da Noiva.

cartaz51962.jpg

 

 
 
O truque é escrever o suficiente para vos acicatar a curiosidade e vos fazer ir procurar, comprar e ler este livro mas escrever apenas esse suficiente. Porque expectativas elevadas são o que mais estraga a leitura de um livro. E este livro merece ser apreciado e acarinhado. Por isso estão a ver o meu problema, não é?
Não vos quero estragar a leitura e contar-vos demais, não vos posso falar da ex-porteira cusca todos os dias que tem um cão que enjoa no elevador, mas só para baixo que para cima não há crise,  Não vos posso falar do engenheiro com dois filhos que também gostam de brincar no elevador onde, por acaso, morreu uma miúda sobre quem toda a gente tinha uma teoria mas que ninguém conhecia realmente.
Não vos posso contar que nestas pouquíssimas páginas se esconde um retrato hilariante de tanta gente que conhecemos e uma tristeza imensa, que faz doer a alma.
 Não vos posso contar tanta coisa... porque quem ler este livro merece ser surpreendido como eu fui e apreciar a leitura da primeira à última página.
Mas pronto, posso dizer-vos que este é um policial, que tem um toque de comédia, negra mas comédia. Mas que também tem um toque de solidão, de desespero. 
21
Fev18

Sugestões à Quarta: A biblioteca de...

Patrícia

É o novo programa da Rádio Renascença, um programa de leituras e de leitores... 

Apresentado por Filipa Martins e Rui Couceiro apresenta-nos em apenas 15 minutos um leitor, a sua biblioteca e um livro. 

No primeiro programa é dada voz a Eduardo Lourenço e em apenas 15 minutos ficamos deliciados a ouvir as suas histórias e o quão o Vermelho e o Negro, de Stendhal, o marcou. Ouvir este homem ler um excerto deste livro é fenomenal.

Hoje a convidada é Aldina Duarte. Que livro nos trará ela?

a bilioteca de.PNG

Na rádio, às 23h de quarta-feira, na internet ou, como eu oiço, em podcast, vale a pena ouvir este A biblioteca de...

 

14
Fev18

Sugestões à Quarta: The Legendarium

Patrícia

A sugestão desta semana é dirigida em especial aos fãs de fantasia.

O podcast The Legendarium é um dos meus favoritos por estes dias. Descobri-o quando andava à procura de material sobre Cosmere e os livros do Brandon Sanderson e fiquei fã. Vale também a pena ouvir os episódios sobre os livros da série do Robert Jordan (A roda do tempo) e Tolkien.

Na próxima sexta-feira hei-de escrever sobre o que eles chamam de "The Three Levels of Story".

Acima de tudo ouvir este podcast é perceber que o género do fantástico é muito mais do que o que habitualmente julgamos. Apesar de serem geralmente classificados como histórias do nível 1 têm imensos momentos de nível 2 ou 3.

 

 

07
Fev18

Sugestões à Quarta: A Páginas Tantas

Patrícia

A Páginas Tantas de 31 Jan 2018 - RTP Play - RTP

Quando a realidade ultrapassa a ficção, a vida e os livros são a conversa, moderada por Ana Daniela Soares, com Inês Pedrosa, Patrícia Reis e Rita Ferro. Na programação da Antena 1, 4ª feira - 23h00. Reposição Sábado - 00h

A sugestão desta semana não podia ser outra. Este A Páginas Tantas, que oiço em podcast (e que também podem ouvir na RTP Play) é um dos meus programas favoritos. Quatro escritoras (a Ana Daniela Soares poderia, caso lesse isto, rebelar-se com o facto de ser incluída nas "escritoras" mas é assim que a vejo - e um dia espero ler um livro escrito por ela), quatro mulheres interessantes a falar sobre livros, literatura e outras coisas, com muitos risos à mistura.

Confesso que um dia, à conta deste programa, tive que fazer um esforço para não começar a falar com a Inês Pedrosa como se a conhecesse - acabei por apenas trocar os cumprimentos banais de quem se cruza num mesmo espaço e acho que ela deve ter achado que nem a reconheci. Pensando bem, e tendo em conta que foi massacrada por um aspirante a escritor a quem, escrevendo ao estilo do GMT, só faltava uma cunha para singrar no mundo da escrita (dito por ele, não por mim), acho que ela agradeceu não ter outro emplastro a chatear.

Mas estou a perder-me... a razão pela qual não podia a sugestão desta ser semana ser outra é o tema deste programa. Ouvir escritores a falar (e gostar) de ficção cientifica como a Patrícia Reis faz o é raro e maravilhoso. Aliás, este programa é para ouvir de lápis e bloco de notas em punho, que dali sai uma lista bem catita, prometo.

 

31
Jan18

Sugestões à Quarta: Os Inéditos do Expresso

Patrícia

inéditos.jpg

  

Ora aqui está uma óptima ideia. O expresso está a oferecer, a quem assina ou compra o semanário, contos de vários escritores em vários formatos: livro, audiobook e ebook.

Claro que o formato que neste momento mais me interessa é o audiobook. Tenho andado a ouvir audiobooks em Inglês e vai ser óptimo comparar essa experiência com esta. Já ouvi um bocadinho do primeiro (Macau Noir, de Clara Ferreira Alves) na voz da Rita Redshoes. Para já estou a gostar da escolha da voz - coisa importantíssima num audiobook e do conto em si mas preciso de o ouvir com algum sossego para, de facto, o aproveitar.

A voz masculina de alguns dos contos será de Bento Rodrigues.

Para já estão disponíveis os volumes 1 e 2, mas abaixo fica a lista completa (surripada, assim como as imagens da página do Expresso)

 

Volume 1 | 20 de janeiro | Clara Ferreira Alves | Bruno Vieira do Amaral
Volume 2 | 27 de janeiro | Afonso Cruz | João Tordo
Volume 3 | 3 de fevereiro | Maria Teresa Horta | Patrícia Reis
Volume 4 | 10 de fevereiro| Afonso Reis Cabral | Isabela Figueiredo
Volume 5 | 17 de fevereiro | Nuno Camarneiro | Isabel Rio Novo
Volume 6 | 24 de fevereiro | Nuno Júdice | Matilde Campilho
 

mw-960.jpg