Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ler por aí

Ler por aí

05
Dez19

10 razões para oferecer livros neste Natal (e em todas as outras ocasiões)

Patrícia

1. Os livros são giros e ficam bem na estante. Há livros lindíssimos, edições super cuidadas e maravilhosas.

    Qualquer casa, qualquer quarto, fica mais giro com uma estante cheia de livros coloridos. E o melhor de tudo é que a desarrumação não se nota (muito) e não precisamos ter jeito para a decoração. Fica sempre bem. 

2. Os livros têm mundos dentro. E na fase em que tanto se fala de ecologia e ambiente e do quão más são as viagens de avião, é bem melhor viajar apenas dentro dum livro. Até porque é bem mais barato que oferecer um bilhete de avião, não é?

3. Pensando no ponto anterior.... aposto que a Greta tinha livros no barco. Imagem lá se a pessoa a quem vão oferecer o presente tem que passar 20 dias num barco a atravessar o Atlântico... é melhor que tenha um livro. Sim, porque ler ajuda a passar o tempo.

4. Se quiserem mesmo, mesmo, proteger as árvores e lutar contra o lobby dos eucaliptos podem sempre oferecer um livro electrónico. Ou um ereader (há uns que são um mimo)

5. Os vossos filhos/amigos são fãs de filmes e séries? Meus amigos, a maioria dos bons são baseados em livros. Ajudem-nos a tornarem-se ainda um bocadinho mais cromos sendo um daqueles que já leram os livros antes de verem as séries. Ainda por cima os livros são melhores que as séries. E isto é um facto. Perguntem a qualquer pessoa que tenha seguido a Guerra dos Tronos.

(querem fazer um brilharete? ofereçam aos miúdos o primeiro volume da magnífica série "A roda do tempo"  vai ser a próxima a estoirar. Vão por mim que sou croma)

6. Há livros para todos os preços e em todos os sítios. Podem despachar as prendas de natal numa hora de almoço, encomendando na net, numa ida ao supermercado ou até numa estação de serviço.

7. Já tentaram fazer um embrulho giro com uma camisola? ou com uma jarra? ou com uma caneca? Só uma caixa de chocolates é tão fácil de embrulhar como um livro. E os chocolates engordam. 

Mas garanto-vos que se juntarem uma caixa de chocolates ao tal livro que vão oferecer, vão tornar-se a pessoa perfeita, o tio/a fixe, o cota porreiro. 

8. Talão de oferta. Simples e eficaz. Se acharem que a pessoa pode não gostar lá muito do livro, comprem num sítio onde a troca possa ser feita por outra coisa qualquer...

9. há livros para todas as pessoas. 

Ela não gosta de ler mas gosta de cozinhar? livro de receitas

Ela é uma adolescente parva (desculpem a redundância)? ofereçam aqueles livros em branco para que a criatura possa verter as suas mágoas para o papel.

Ela/e é um adolescente com as hormonas aos saltos? oh meus amigos, parece que há aí umas graphic novels que os podem tornar leitores

(juro podia continuar eternamente, acho até que vou fazer uma rubrica só com estas parvoíces e algumas sugestões, há cada vez mais coisas giras para oferecer)

(e agora o verdadeiro propósito deste post)

10. Já viram os resultados do PISA 2018? 

Diz o expresso, ou melhor, diz o PISA:

"É o que se conclui do inquérito aplicado aos estudantes de 15 anos, com um em cada cinco (22%) a concordar com a afirmação “para mim, ler é uma perda de tempo” e quase um cada três (31%) a admitir que só leem se forem obrigados. As percentagens subiram 3 e 9 pontos percentuais entre o PISA de 2009 e o PISA de 2018, ambos centrados na literacia em leitura."

Todos temos que fazer a nossa parte. E oferecer livros, pô-los à disposição de miúdos e graúdos é fundamental. É pelo exemplo que se educa melhor.

Ler faz bem. Ler é meio caminho andado para desenvolver o espírito crítico, para saber pensar, para desenvolver a personalidade, para ser bom aluno, para tornar real o maior dos cliché "nada é impossível". 

Estes números assustam-me numa fase em que tanto se fala de "fake news", de manipulação, de pós-verdade. Miúdos poucos informados num mundo de informações dispersas. Chega a ser irónico mas tão verdadeiro.

23
Dez18

Natal 2018 - Sugestões livrescas #23

Patrícia

É, obviamente, imprescindível falar de uma das nossas maiores vozes. Não é fácil de ler? Não, não é. Eu que o diga, que fui "obrigada" a estudar uma das suas mais famosas obras no 12ºano e fiquei um bocadinho traumatizada. Mas a qualidade e o interesse dos seus livros é indiscutível e eu quero muito ler mais dela. 

Falo, obviamente, da grande Agustina Bessa Luís e a minha sugestão é aquele que eu tenho em casa para ler (a ver se ganho coragem): A ronda da noite

A ronda da noite.jpg

 

21
Dez18

Natal 2018 - Sugestões livrescas #21

Patrícia

Hoje a minha sugestão é um "dois em um": sugiro uma grande, grande escritora portuguesa e ao mesmo tempo sugiro um livro infantil, um clássico que todos nós lemos e os mais pequenos certamente irão gostar. E antes que me digam que "todos já conhecem"... os clássicos são sempre uma boa opção mas muitas vezes são preteridos porque todos acham que outros já os leram ou conhecem. 

Falo, claro, da maravilhosa Sophia de Mello Breyner Andresen e do seu eterno "A Fada Oriana"

A-Fada-Oriana.jpg

 

20
Dez18

Natal 2018 - Sugestões livrescas #20

Patrícia

Não é possível falar de mulheres escritoras em Portugal sem a incluir. Acho que não erro ao dizer que é a escritora portuguesa mais premiada e que foi considerada uma das 10 grandes vozes da literatura estrangeira (pela revista francesa LeMagazine Littéraire). E é também uma das escritora mais genuinamente simpáticas cá deste país à beira mar plantado. 

And the last but not the least... é algarvia.

Falo, obviamente, da Lídia Jorge. O meu livro preferido dela continua a ser o "O vento assobiando nas Gruas" (adoro este título) mas a sugestão de hoje é seu mais recente trabalho, Estuário.

estuário.jpg

 

17
Dez18

Natal 2018 - Sugestões livrescas #17

Patrícia

Mais um livro que quero muito. Sou leitora das crónicas, fã dos títulos e ouvinte atenta mas ainda não li nenhum livro desta escritora. Bastante conhecida pelos livros de viagem, são os romances que me despertam a atenção. Depois de a ouvir no podcast Palavras de Autor, do Expresso, decidi que este seria um dos próximos livros que iria ler.

A sugestão de hoje é "A nossa alegria chegou", de Alexandra Lucas Coelho:

ANossaAlegriaChegou_K_300dpi.jpg

 

14
Dez18

Natal 2018 - Sugestões livrescas #14

Patrícia

E porque todos os dias são meus, a sugestão de hoje é um pequeno livro, um livro daqueles que se lêem bem de uma assentada. A Ana Saragoça, mulher de sete ofícios, escreve muito bem e tem um delicioso livro chamado "Quando fores mãe vais ver" que é um excelente presente de Natal quer para mães, quer para filhas. As gargalhadas estão garantidas.

A sugestão de hoje:

Ana Saragoça.jpg