Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ler por aí

Ler por aí

20
Jun21

Saga Joona Linna, de Lars Kepler

Patrícia

Capture.JPG

No Hipnotista conhecemos Joona Linna, o policia que tem a mania de ter sempre razão, o solitário por natureza, o bad boy para quem a hierarquia ou a opinião dos outros não tem grande valor. Mas Joona nunca desiste (ou quase nunca, vá) de tentar apanhar os maus da fita e de salvar as vítimas. Erik desistiu da hipnose há uns anos e tinha prometido nunca mais hipnotizar ninguem mas um miúdo, o único sobrevivente de um crime não consegue contar o que viu e Jonna convence-o a hipnotizar Joseph para tentar perceber o que é que o miúdo viu. 

No Executor, Saga Bauer (há um certo cliché na beleza de princesa da Disney em Saga mas como eu a imaginei sempre como Saga da série The Bron, essa parte passou-me sempre ao lado) junta-se a  Joona para desvendar uma série de crimes. Desta vez há um suícidio suspeito, e uma morte em alto mar. Este volume tem alguma política o que é sempre um ponto positivo. E tem a Saga e eu gosto da Saga.

A Vidente é interessante e põe-nos a pensar no que a mente é capaz de fazer. Traumas  e conversas com mortos. Não é o melhor da série mas lê-se bem.

O Homem da Areia apresenta-nos, finalmente Joona. E Jurek Walker. Os crimes parecem mesmo os de Jurek e atingem um nível de maldade impossível de imaginar mas Jurek está preso na ala psiquiátrica há 10 anos. E foi Joona que o pôs lá. Talvez seja um dos melhores da série, este volume.

Stalker apresenta-nos Margot. Joona desapareceu e é Margot quem tem que descobrir quem anda a filmar e assassinar mulheres. Este livro marca o regresso de Erik, o hipnotista, à acção e não sendo dos meus preferidos lê-se bem.

N'O Caçador uma prostituta de luxo presencia um crime com contornos bastante estranhos. Joona está preso mas isso não é impedimento para lhe pedir ajuda quando a pessoa certa está em perigo. Saga e Joona, novamente juntos e claro, este é um dos meus preferidos.

Lazarus é talvez aquele volume de que menos gostei. Revirei bastante os olhos ao longo de boa parte do livro, clichés, clichés. Os erros que os nossos protagonistas cometeram foram daqueles de mudar vidas e nada ficou bem no fim. Valeu por isso.

O Homem-Espelho foi lido já em cansaço. Demasiados livros da mesma série seguidos mas gostei. Os crimes voltaram a atingir requintes de crueldade dignos de um livro (espero sinceramente que este tipo de merda não aconteça na realidade), Joona foi igual a si mesmo, rebelde, violento e pouco propenso a cumprir ordens. O meu coração sofreu pela (ausência da) Saga todo o livro.

Resumindo: das sagas de policiais/thrillers mais competentes que tenho lido, com maus muito maus, com protagonistas cheios de traumas para serem manipulados. 

30
Abr13

O Hipnotista, de Lars Kepler

Patrícia

 

Depois de ter ficado absolutamente desorientada com o “Oremorso de Baltazar Serapião” este foi o livro certo para ler. Ando virada paraos policiais, para leituras mais rápidas, urgentes.

E andava com a dupla Lars Kepler debaixo de olho há umasérie de tempo. Encontrar este Hipnotista com 40% de desconto foi aoportunidade perfeita.

É difícil escrever uma opinião sobre um policial, tenho medode revelar demais. Por isso esta opinião vai ser sucinta.
Acho que esta moda dos policiais nórdicos (Millenium, Jonesbo) está a agradar-me imenso, acho que tenho um filão (quase) inesgotávelpara explorar até me cansar dos policiais. O lado mau é que acho que tenho medode ir à Suécia ou a outro país nórdico. A sério, acho que estes livros mostramo quão chanfrados e psicopatas (e sociopatas e essas coisas todas) aquela gentepode ser. A imagem que nos “vendem” é de uma sociedade super-organizada ecivilizada, mas depois de ler estes livros (e de me lembrar de coisas como omassacre de Utoya, na Noruega) essa imagem foi completamente substituída poruma de frieza absoluta, de ruindade e de loucura. (Claro que não generalizo,ok?)
Como a maioria dos policiais este livro lê-se quase de umaassentada, custa parar antes de ler mais um capítulo. Gostei do Hipnotista, oErik Maria Bark e da mulher, a Simone. Gostei imenso do inspector, o JoonaLinna, parece-me personagem para vários livros sem chatear (e não é nenhum dom juan como o “nosso” execrável TomásNoronha). Não é daqueles livros em que passamos o tempo todo a pensar em quem éo assassino. Apesar disso, há umas reviravoltas interessantes. E mais não digo,que para opinião sucinta o texto já vai longo.

Pesquisar

email

ler.por.ai@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Mais sobre mim

Em destaque no SAPO Blogs
pub