Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

13
Jan19

TAG | PostScript 2018

Patrícia

1. O livro mais longo que leste este ano e o livro que demoraste mais tempo a ler.

Não sei se foi o que demorei mais tempo a ler (não registo esse tipo de dado) mas não tenho grandes dúvidas que foi o maior. Falo de Oathbringer  do Brandon Sanderson. O goodreads diz que tem 1248 páginas. É M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O.

2. Um livro que leste este ano fora da tua zona de conforto.

2018 foi um ano de excelentes leituras mas a minha zona de conforto é relativamente grande pelo que o único que posso considerar ser diferente do que leio habitualmente é o  Os brancos também sabem dançar  de Kalaf Epalanga. Não sou propriamente fã de Kuduro e sendo uma mistura de biografia, ficção e ensaio foi definitivamente um desafio. E um desafio superado. Só tive pena de não ter conseguido estar na sessão da Comunidade Leya com o autor para a qual li este livro.

3. Quantas releituras fizeste este ano?

Antes de começar a ler o Oathbringer (o 3º volume dos Stormlight Archives) reli (versão audiobook) os dois primeiros volumes, The Way Of Kings e Words of radiance. Comecei essas releituras em 2017 e terminei-as em 2018. Não me lembro se reli mais alguma coisa.

4. Releitura favorita do ano.

Sem dúvida Words of Radiance.

5. Um livro que leste pela primeira vez este ano e que desejas reler em breve.

Aqui, em jeito de provocação, vou ter que referir o  Elantris . Ando a tentar convencer umas meninas a arriscar e ler fantasia e esta é uma excelente forma de começar a ler Sanderson. Se isto algum dia for para a frente, eu releio Elantris para acompanhar essa leitura.

6. Conto ou novela preferido deste ano

Não leio muitos contos nem muitas novelas. Este ano acho que só li os que constam da antologia Arcanum Unbounded e o conto que a Márcia escreveu para a antologia dos novos escritores da FNAC. Do Arcanum escolho o Mistborn Secret History e o conto da Márcia foi o Ponto de fuga.

7. Um livro de que gostaste e que recomendarias abertamente a um leque variado de leitores.

Posso escolher vários? A distopia da Patrícia Reis Por este mundo acima vale a pena ser lida e sendo um livro pequeno pode agradar a muita gente, o clássico  Jane Eyre é sempre uma excelente opção e o maravilho Jogos de Raiva do Rodrigo Guedes de Carvalho entrou directamente para o meu TOP de livros a aconselhar.

8. Um livro de que gostaste, mas que não recomendarias abertamente.

Tenho que, nesta categoria, escolher o Pão de Açucar do Afonso Reis Cabral. E só não recomendo abertamente ou seja não recomendo a todos porque já percebi pelas pouco entusiastas opiniões que por aí andam que é um livro que não é para toda a gente. Não é para quem espera um texto jornalístico com novas e bombásticas revelações e não é para quem espera um final diferente. É, acima de tudo, para quem quer reflectir sobre a sociedade em que vivemos. 

9. Reflecte no teu ano enquanto criador de conteúdo.

ehhh Eu não sou grande criadora de conteúdo mas vou interpretar isto como uma reflexão acerca deste blog e da minha presença na "blogosfera livresca".

Este foi um ano um bocadinho estranho neste aspecto. O blog esteve a meio gás durante muito tempo, houve dias em que esteve quase, quase, "a morrer de morte matada" mas acabou por ir sobrevivendo. Fiz mais posts de reflexão e de comentários gerais que de opinião de livros e, muito graças aos destaques que o sapo foi fazendo ao longo do ano, aumentaram bastante os leitores. Pela primeira vez perdi a paciência com um comentador. Podem não concordar comigo à vontade, podem discutir tudo o que quiserem, não me passem lições de moral nem de estupidez que eu não só não tenho paciência para isso como tenho um mau feitio dos diabos. Da próxima vez que acontecer, terei ainda menos paciência. 

Este ano mergulhei em Cosmere, o universo criado por Brandon Sanderson. Isto significou ter que me afastar de outras leituras durante boa parte do ano. Não me arrependo nem um bocadinho. Foram leituras estimulantes, que me deram imenso gozo  e que pretendo continuar a fazer. 

Continuei a ler bastante escritores Portugueses e a achar que se escreve muito bem por cá. Fico bastante feliz por ver tantos projectos de leituras em Português e que começa a haver uma preocupação para ler na nossa língua, os nossos escritores. Acho que ficamos todos a ganhar.

10. TAGGa outros.

Quem quiser pegar nesta TAG sinta-se à vontade para o fazer e depois deixe-me o link que vou gostar de ver as v/ respostas.

Obrigada Isa por me marcares para fazer a TAG. 

Deixo-vos o link do vídeo da Isa:  https://www.youtube.com/watch?v=jctriMgBM4Y

Vídeo Original do Adam no canal MementoMori: https://www.youtube.com/watch?v=yydtcQRDtMU

Tradução para PT do Aprendiz de Leitor: https://www.youtube.com/watch?v=pmbW-lqIFBA

 

 

 

7 comentários

Comentar post