Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

30
Dez10

Sangue-do-coração, de Juliet Marillier

Patrícia

Uma floresta assombrada. Um castelo amaldiçoado. Uma jovem que foge do seu passado e um homem que é mais do que parece ser. Uma história de amor, traição e redenção... Whistling Tor é um lugar de segredos, uma colina arborizada e misteriosa que alberga a fortaleza deteriorada de um chefe tribal cujo nome se pronuncia no distrito em tons de repulsa e de amargura. Há uma maldição que paira sobre a família de Anluan e o seu povo; os bosques escondem uma força perigosa que pronuncia desgraças a cada sussurro. E, no entanto, a fortaleza abandonada é um porto seguro para Caitrin, a jovem escriba inquieta que foge dos seus próprios fantasmas. Apesar do temperamento de Anluan e dos misteriosos segredos guardados nos corredores escuros, este lugar há muito temido providencia o refúgio de que ela tanto precisa. À medida que o tempo passa, Caitrin aprende que há mais por detrás do jovem desfeito e dos estranhos membros do seu lar do que ela pensava. Poderá ser apenas através do amor e da determinação dela que a maldição será desfeita e Anluan e a sua gente libertados...

Li no blog Estante de Livros que "mesmo no seu pior, Juliet Marillier é boa" e senti que é isto mesmo. Este não é de perto de nem longe o melhor livro da autora. Arrisco mesmo a dizer que é o pior (considero os livros mais juvenis da escritora um caso completamente à parte, mas mesmo assim gostei mais desses). Mas mesmo assim li compulsivamente este livro. Mesmo que nos conte outra vez a mesma história, Juliet Marillier consegue sempre prender-nos a atenção. A personagem principal, Caitrin, é simpática e Auluan é um misto pouco interessante entre herói e coitadinho. O "nosso" Bran dá-lhe de 10 a 0. Por outro lado considerei muitas outras personagens interessantes e muito pouco exploradas. Não vou falar da história pois isso iria estragar o prazer de quem lê o livro. 

3 comentários

Comentar post