Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

18
Set15

Post socialmente incorrecto (*)

Patrícia
Choca-me não saber o valor real de nada com descontos e descontinhos e cartões e ofertas que não me interessam...
Irrita-me que dividam livros às metades (e aos quartos e afins)
Choca-me que um livro com 20 anos (ou 30 ou 50 e até os que já são do domínio público) seja vendido como novidade.
Choca-me que mudem a capa dos livros assim de vez em quando para que vá tudo a correr comprar o "novo" livro só para ficar com a saga toda na mesma capa.
Choca-me que os ebooks sejam mais caros que os livros físicos (já me aconteceu)
Choca-me que haja livros com erros ortográficos.
Choca-me que os ebooks sejam sujeitos a IVA de 23%.
Irrita-me que uma saga não seja TODA publicada.
Diverte-me (com aquele meu sentido negro de humor)  que haja gente (que não alfarrabistas) a vender livros em segunda (ou terceira) mão por 10 euros e que haja gente a achar isso normal.
Entristece-me que os escritores ganhem tão pouco.
Entristece-me que cada vez seja mais difícil publicar (numa editora a sério).

Sinceramente não me choca a esta história da lei que impede os descontos e explico porquê:

- Vi a maioria das livrarias de bairro a fechar nos últimos anos. Só sobrevivem as grandes livrarias e eu gosto de livrarias.
- Gosto de alfarrabistas e tenho imensa pena de os ver fechar portas porque não conseguem sobreviver com a concorrência das vendas directas no facebook e olx e afins e com a concorrência feroz das grandes livrarias.
- Percebo que quem quer ler novidades tem que pagá-las. Quem quer ter descontos pode esperar um ano e meio para ler o livro. (quantos dos vossos livros aguardam mais de 2 anos na estante até serem lidos?)

Não me lixem, há n formas de lerem sem gastar muito dinheiro e sim, ler em inglês também é uma opção. Eu faço-o imensas vezes. E ninguém morre por não ler logo a última novidade literária. (e tenho alguma pena de quem acha que sim porque vai ter muitoooo que aprender ao longo da vida)

Os livros são caros? São. Muito. 
Gosto de descontos? Sim. Tanto como vocês.
E há "n" formas de ler por pouco (ou nenhum dinheiro)
E aposto que todos os que vão ler isto têm livros em casa mais do suficientes para ler nos próximos 2 anos. (vá, acertei?)

Mas cada vez menos gosto de chegar à feira do livro e ver monopólios. Mas não gosto de ver livrarias a fechar e sei que nem todas as vilas e cidades podem ter Fnac e Bertrand. E vou continuar a dizer que os livros são caros, que o preço dos ebooks é absurdo... e talvez ainda vá ler e ouvir argumentos que me façam mudar de opinião e achar que esta lei é completamente absurda (até porque ainda li muito pouco sobre ela) mas para já ainda não me choca.


(*) O que vale é que este blog é pouco lido ou hoje esta caixa de comentários ia ser divertida

10 comentários

Comentar post