Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

10
Ago10

"Os três reinos" e "A Sacerdotisa dos Penhascos", de Sandra Carvalho

Patrícia
“Os três reinos”- 5º Volume da saga das Pedras Mágicas de Sandra Carvalho

A literatura fantástica conhece neste momento um estado de desenvolvimento que a aponta no caminho do crescimento. A Presença iniciou a colecção «Via Láctea», dedicada a este género, em 2002, tendo Sandra Carvalho passado a incluir um leque de ilustres autores em 2005, constituindo-se como a primeira escritora portuguesa a figurar na colecção. Na realidade foi a primeira voz feminina a dar cartas e a conquistar um vasto público, fidelizando-o desde o primeiro instante com a sua série A Saga das Pedras Mágicas, da qual já fazem parte quatro volumes. Agora na quinta história, encontramo-nos no ponto em que as sombras da morte e da guerra alastraram sobre o Norte do Mundo e Thora, a loba prateada, desespera ao saber do destino das suas irmãs. Do Império, a sul, chegam rumores de que aquele que traz consigo o propósito de lançar sobre a Terra a escuridão eterna e absoluta já encarnou o Homem. Que esperança restará aos defensores do Bem, quando até as pedras mágicas da feiticeira Aranwen estão agora nas mãos do inimigo? Estará a profecia dos Três Reinos condenada a perder-se nesta luta caótica sem jamais se concretizar?

Li o 5º Volume da saga das pedras mágicas porque não quero deixar esta saga por ler. Este livro não me agradou especialmente, confesso. A Guardiã da lágrima do sol não me atrai especialmente e a participação do guardião da lágrima da lua não é suficiente para me despertar o interesse.

Mais uma vez o pior que tenho a dizer do livro é isso e que o livro “lê-se”. Ou seja, mesmo não me tendo agradado especialmente li-o quase de uma assentada e ainda tive coragem para pegar no 6º volume. Como sempre o livro acaba num ponto fulcral da história e fica a curiosidade de saber o que vai acontecer depois.


A Sacerdotisa dos Penhascos- 6º Volume da saga das Pedras Mágicas de Sandra Carvalho

Os Guardiães das Lágrimas do Sol e da Lua vivem finalmente em plena união. Dos seus amores nasceram Halvard e Kelda, os gémeos sobre quem pairam profecias grandiosas e temíveis. Halvard está nas mãos de Sigarr, o Mestre da Arte Obscura, que espera treiná-lo para ser o Guardião do Conhecimento Absoluto, e usar o imenso poder deste em seu proveito.

Kelda, no topo da mais alta fraga da Ilha dos Penhascos, entrega o seu corpo dorido e espírito destroçado à violência da tempestade, enquanto as palavras da sua melhor amiga Oriana qual maldição : «Hás-de acabar sozinha e devorada pelo mal como o teu irmão!»

Como poderá lutar contra as forças negras do destino, se todos aqueles que ama lhe viram as costas? Será capaz de provar que os pais estavam enganados acerca da sua índole perversa? E resgatar Halvard do jugo dos Feiticeiros, cumprir os desígnios da Pedra do Tempo e salvar a sua própria alma? Ou está condenada a ceder ao apelo da Arte Obscura que pulsa no seu sangue e tomba ao abismo?

Em contraste com o volume anterior devo confessar que este foi o meu favorito. De toda a saga. Mais uma vez este volume me fez lembrar as histórias de Juliet Marillier. Não pela história propriamente dita, mas pelo género de personagens.
Gostei especialmente da Kelda. E, mais uma vez, fiquei desiludida com a Edwina. E com o Edwin.
E agora, talvez pela primeira vez ao longo da saga, as minhas expectativas estão altas. Espero que o próximo livro surpreenda e que não seja apenas um final mal amanhado.

2 comentários

Comentar post