Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

10
Jun09

Marcada, de P.C Cast e Kristin Cast

Patrícia


SINOPSE: Zoey Redbird tem 16 anos e vive num mundo igual ao nosso, com uma única excepção: os vampyros não só existem como são tolerados. Os humanos que os vampyros "marcam" como especiais entram na Casa da Noite, uma escola onde se vão transformar em vampyros ou, se o corpo o rejeitar, morrer. Para Zoey, apesar do medo inicial, ser marcada é uma verdadeira bênção. É que ela nunca encaixou no mundo normal e sempre sentiu que estava destinada a algo mais. Mas mesmo na nova escola a jovem sente-se diferente dos outros: é que a marca que a Deusa Nyx lhe fez é especial, mostrando que os seus poderes são muito fortes para alguém tão jovem. Na Escola da Noite, Zoey acaba por encontrar amizade e amor, mas também mentira e inveja. Afinal, nem tudo está bem no mundo dos vampyros e os problemas que pensava ter deixado para trás não se comparam aos desafios que tem pela frente.

Eu devia saber que já não tenho idade para ler este tipo de livro.
Completamente Harry Potter, mas sem a genialidade e originalidade presentes nos livros naquela saga.
A história de Zoey é banal. Ela é a “tal”, a única, a melhor, a mais simpática, ect, ect. Na nova escola, encontra amigos, inimigos, vence batalhas, enfim… o costume.
Mais uma história de uma sociedade matriarcal, onde há a heroína que tem poderes especiais, que é a favorita da deusa, que consegue mudar as coisas! Para Zoey é tudo demasiado fácil: imediatamente encontra os amigos certos, que fazem tudo por ela; encontra o vampyro da vida dele, que por acaso é o jeitoso ex-namorado da má da fita!
Os personagens são básicos e não me consigo identificar com nenhum. Irritante é o facto de serem todos lindos e maravilhosos.
A embirração da autora com a Sarah Jessica Parker, com o Tom Cruise e com outros actores conhecidos é completamente despropositada. Aliás, quem é que quer ler um livro de fantasia onde aparecem nomes de personalidades publicas? ah e não esquecer que os "grandes" da cultura mundial são Vampyros...
O livro seria o ideal para um publico infantil/juvenil não fosse o facto de haver uma certa obsessão com sexo oral (?!)! Assim é um livro pouco adequado para crianças, engraçadito para adolescentes e sem interesse para os demais.
Resumindo: não gostei!

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.