Ler por aí
 
01 de Maio de 2018

Somos todos leitores em construção.

Construímo-nos a cada livro que lemos, a cada livro que nos transforma, que nos dói ou nos encanta.

Mas se é verdade que ler tem um lado lúdico muito importante (e admito que esse lado seja – para a maioria de nós, leitores - o mais importante), a verdade é que ler também deve ser mais do isso.

Ler deve ser um caminho para o crescimento, para a maturidade. Ler deve tornar-nos mais sábios, questionar as nossas crenças, as nossas certezas.

A verdade é que quanto mais leio mais pequena me torno. Quanto mais leio mais compreendo o quanto me falta crescer enquanto leitora. Não entendam pf isto, esta declaração de que ainda tenho que crescer enquanto leitora, como “falsa humildade” (que aqui entre nós é coisa de que não sofro) mas sim como a real noção de que ainda não atingi o meu potencial enquanto leitora. Para ser verdade gostava de nunca o atingir. Gostava de ter sempre esta ânsia de aprender, de ler mais e melhor.

Gosto da sensação de entrar numa livraria e ter tantos livros à minha disposição. Gosto de não me limitar e de não ter “medo” de pegar num livro “complicado”. Gosto da sensação de ler e ter que reler. Gosto de mergulhar nos vários níveis de um livro. Gosto de ser desafiada por um livro.

E, acima de tudo, acho que esta dimensão mais educativa da literatura (não é por acaso que neste ponto prefiro usar a palavra literatura em vez de livro) é a mais importante. O acto de ler e de compreender é muito importante. Isto para nem falar do facto do cérebro precisar ser estimulado e da leitura poder ter um grande papel nessa parte.

Os grupos de leitores (nomeadamente a Roda Dos Livros) em que tenho participado têm tido um papel fundamental no meu crescimento enquanto leitora, o que me tem feito questionar a ideia de que ler é fundamentalmente uma actividade solitária. Na verdade, a partilha de informação tem sido extremamente importante para olhar para os livros de forma mais crítica e fazer análises mais completas.

Desafiarmo-nos, enquanto leitores, é (quase) tão importante como desafiarmo-nos enquanto pessoas. Aliás, para mim e acredito que para vocês tb, estes dois conceitos estão tão emaranhados que se torna impossível separar um do outro.

Um exemplo do que acima escrevi, de que ler me desafia a pensar é saber que este texto (e os rascunhos que lhe deram origem) nasceu da reflexão que a leitura do post A história de um leitor, da Miúda Geek, me obrigou a fazer.

publicado por Patrícia às 16:14 link do post
Sim, eu acredito que os livros fazem parte de nós e isso nota-se mesmo quando não queremos... Quanto mais lemos mais sabemos, mais queremos saber e mais temos noção de nada sabermos... Eu sigo o meu instinto para escolher as minhas leituras.  Ainda não li os grandes clássicos, tenho descoberto livros fantásticos, mesmo que ninguém conheça... 
Milheiras a 8 de Maio de 2018 às 10:57
pesquisar neste blog
 
email
ler.por.ai@sapo.pt
mais sobre mim
tags

2017

adam johnson

afonso cruz

afonso reis cabral

agatha christie

alexandre o'neill

ana margarida de carvalho

ana saragoça

anne bishop

as paixões antigas

biblioteca de bolso

brandon sanderson

carla m. soares

carlos campaniço

carlos ruiz zafón

chimamanda ngozi adichie

colleen mccullough

conversas (sur)reais

cosmere

cristina drios

curtas

dan brown

danuta wojciechowska

david soares

diário de leitura

direitos dos leitores

dulce maria cardoso

elantris

elena ferrante

feira do livro

filipe melo

frank mccourt

george r.r martin

gonçalo m. tavares

greg mortenson

haruki murakami

helena vasconcelos

ildefonso falcones

inês pedrosa

isabel allende

jo nesbø

joão tordo

jodi picoult

josé eduardo agualusa

josé luís peixoto

josé rodrigues dos santos

josé saramago

juan cavia

julia navarro

juliet marillier

ken follet

l.c. lavado

ler em português

leya em grupo

lídia jorge

livros

luís miguel rocha

mai jia

maria manuel viana

mário zambujal

marion zimmer bradley

meg wolitzer

mistborn

mitos e outros temas livrescos

mónica faria de carvalho

natal

nuno nepomuceno

oathbringer

opinião

os meus amigos também gostam de ler

patrícia müller

patrícia reis

paulo m. morais

podcast

pot-pourri de assuntos

richard zimler

robert wilson

robin sloan

roda dos livros

rosa lobato faria

rui cardoso martins

rui zink

sandra carvalho

sonhos

stephenie meyer

stieg larsson

stormlight archives

sugestões à quarta

tarita

the way of kings

tiago carrasco

trudi canavan

ursula k. le guin

valter hugo mãe

vasco ribeiro

victoria hislop

virginia woolf

words of radiance

youtube

zoran živković

todas as tags

blogs SAPO