Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ler por aí

Ler por aí

14
Nov18

Legion, the many lives of Stephen Leeds, de Brandon Sanderson

Patrícia

images.jpeg

Este livro (que ouvi em audiobook) começa mais ou menos desta maneira (tradução livre)

"O meu nome é Stephen Leeds e sou perfeitamente são. Já as minhas alucinações são completamente loucas"

Este é o primeiro livro do Sanderson fora do universo de Cosmere que leio. E digo-vos já que gostei. Gostei, apesar de não ser do universo Cosmere, apesar de não ser do género fantástico (isto é mais Ficção Cientifica que outra coisa qualquer) e apesar de serem contos/novelas.  Não é nem será nunca um dos meus preferidos mas é bastante interessante. Este audiobook contém as 3 novelas desta série: LegionLegion: Skin Deep e Lies of the Beholder.

Stephan Leeds é um génio com capacidade para aprender tudo, de uma forma rápida e eficaz... com a particularidade de o fazer através de uma das suas alucinações (para os devidos efeitos, daqui para a frente passarei a usar a palavra "aspecto" quando me referir a cada uma dessas alucinações). Assim, e para vos dar um exemplo, quando precisa de ir a Jerusalém, ele "imagina" Kayani (não faço ideia como isto se escreve), multilingue, que vai funcionar como tradutora. 

A primeira novela Legion, apresenta-nos Stephen, alguns dos seus aspectos (Tobias, Ivy e JC, por exemplo), a Wilson (o mordomo, muito ao estilo Batman) e ao seu modo de vida... é que, apesar dos aspectos serem uma espécie de alucinações, precisam de espaço físico pelo que Stephen precisa de muito dinheiro para ter, por exemplo, uma casa enorme (e vazia), comprar bilhetes de avião para que haja lugares vazios para os aspectos que o acompanham ou taxis para levar o JC a qualquer lado (é que como o JC tem problemas com o facto de não ser real, em vez de apanhar um uber imaginado, acaba por entrar num uber de qualquer pessoa real e ir parar onde não deve!

Pronto já afugentei 99% das pessoas que começaram a ler este post e para ti, que ainda cá estás, deixa-me que te diga: isto só é estranho no início, o BS tem a maravilhosa capacidade de nos fazer acreditar nisto tudo por um momento.

Os personagens (e aqui incluo todos os seus aspectos) são maravilhosos. É impossível não gostar do Stephen (e ter alguma pena dele - aquele cérebro é uma loucura), não querer um amigos como o Tobias (que, só por acaso é esquizofrénico), não revirar os olhos à Ivy e não rir com o JC. O resto da história não é tão interessante assim mas ouve-se bem. Ah, pelo resto da história refiro-me aos "casos" que Legion (por esta altura já perceberam o título, certo?) aceita resolver. Na primeira novela há uma câmara fotográfica que desaparece... uma câmara que tira fotos do passado. 

Na segunda História, estamos perante o desaparecimento de um corpo e na terceira percebemos finalmente para onde o autor nos queria levar deste o início.

Isto é ficção cientifica e Brandon Sanderson, por isso não é novidade que há nestas páginas muitas questões para reflectir. Os limites da ciência, ética, possibilidades, religião.

É inegável que um dos temas centrais é a realidade virtual, as suas potencialidades, os seus problemas, os seus limites. 

Para quem gosta de ficção cientifica fica aqui uma boa sugestão de um livro (não acho que ler os 3 contos em separado seja uma boa ideia) que pode permitir uma boa discussão para lá da história.