Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

05
Mai18

Já começaram a preparar-se para a Feira do Livro?

Patrícia

A de Lisboa, claro. A que se vai realizar entre 25 de maio e 13 de junho?

Se ainda não começaram os preparativos espero que não seja tarde demais.

Espero que tenham reservado todas estas semanas e não tenham casamentos nem baptizados, consultas médicas ou fins de semana fora... a não ser que não sejam de perto de Lisboa e estejam a pleanar visitar o parque por estes dias.

E as listas? Há que fazer listas e listas. Ir à procura dos caderninhos onde apontaram o nome daquele livro que querem muito ler mas de que já não se lembram o nome, passar tudo para uma nova lista, riscar aqueles de que já não sabem porque estão ali e os que afinal não querem muito. Depois de chegarem a uma lista final (sim, dá trabalho, eu sei) vão perceber que afinal se esqueceram daquele livro.

E o orçamento? Não se estiquem no orçamento porque o vão ultrapassar. Vejam o preço de todos os livros da lista na livraria, calculem descontos e escrevam à frente de cada título o preço pelo qual estão dispostos a comprá-lo.

Quando forem divulgados os eventos e os livros do dia é altura de irem à agenda e garantirem que não se vão enganar e marcar o dentista para aquele dia em que o vosso autor favorito vai à feira ou para o dia em que 3 dos livros que querem comprar estão com 50% de desconto.

E a roupa? Não se esqueçam que vão ter a oportunidade de conhecer inúmeros escritores (não se esqueçam de levar todos os livros desses escritores convosco para os trazer de volta com um autógrafo), blogger, youtubers e afins e têm que estar na vossa melhor forma  (marcar cabeleireiro e manicure).

Ah e não se esqueçam de combinar com toda a gente que querem ver/rever ou conhecer, garantindo que as pessoas que se detestam não se cruzam e não vos estragam o dia/noite.

ufa, Isto de ir à feira custa!

 

ainda aí estão? 

 

a sério?

 

Bem, a minha preparação para a feira é simples: ténis, t-shirt para o calor, camisola com capuz para a noite, mochila vazia (com uma garrafa de água) para carregar o que comprei (ou o meu marido, que faz de carregador-mor em troca de uma fartura),  cartão multibanco, cartão do cidadão no bolso, telemóvel carregado e chaves do carro. 

Ah e amigos. Não dispenso os encontros habituais, o pessoal da roda, a minha Cati do coração, as farturas e a ginginha.

3 comentários

Comentar post