Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

10
Fev14

Hotel Memória, de João Tordo

Patrícia






Por algum motivo obscuro resisti durantemuito tempo a ler os livros de João Tordo. Sinceramente nem sei bem porquê massempre que tinha que decidir entre aquele livro e outro escolhia o outro.
Há cerca de dois meses o Hotel Memória veioparar-me às mãos (mais um livro em movimento através da Roda dos Livros) e nemsequer veio muito bem recomendado. Mas apeteceu-me lê-lo e ainda bem que o fiz.
É o melhor livro do mundo? Não. Traz muitasnovidades? Não. Mas lê-se bem, é diferente do que se escreve por cá e faz-meter vontade de ler mais histórias deste escritor.
Hotel Memória. Um bom título, não vosparece? Simples, mas não banal.
Cedo percebemos que estamos perante umahistória negra, triste, violenta, contada por um homem destruído. Sinceramentenão me parece que seja daqueles livros que nos faz pensar. É um policial,extremamente violento nalgumas partes, que se lê quase compulsivamente. E digoquase porque a forma que o escritor escolheu para contar a história não dá, ameu ver, grande rapidez à história.
O narrador é o próprio Ismael e toda a história é-nos contada na primeira pessoa, com pouquíssimos diálogos.
Ismael apaixona-se perdidamente por Kim e amorte desta atira-o para uma espiral destrutiva. Perde a bolsa de estudos que omantinha em NY, perde o direito de viver na residência de estudantes, abandonaa Universidade, perde-se nos bares e acaba a dormir na rua por alguns dias. Aculpa do que aconteceu a Kim nunca o deixa. Um jovem europeu, destruído pelaculpa, acaba perdido em NY sem amigos, sem família, sem um âncora que o agarreà vida.
Samuel, um gigante rico contrata-o paraencontrar um homem, um Português, fadista, perdido para o mundo há tantos anos.
Que se desengane quem acha que esta buscavai retirar Ismael do fundo do poço. A busca por Daniel da Silva irá sermais perigosa do que se poderia imaginar. Mas para Ismael o perigo tem menospeso que a busca de respostas. Afinal o que liga Samuel a Kim? Quem é o cantorperfeito, aquele de que tanto falam?
 
Definitivamenteirei ler outros livros do escritor. Este Hotel Memória foi, no entanto, umexcelente começo e espicaçou-me a curiosidade. Agora as expectativas cresceram.

6 comentários

Comentar post