Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

14
Jun18

Da feira ficam as memórias

Patrícia

FLL2.PNG

Os livros da feira são especiais. Principalmente quando são os livros dos amigos, com os quais nos cruzamos em cada banca.

 A feira tem cheiro a livros. A livros novos, a livros antigos. Tem cheiro a dias felizes (não sei quanto a vocês mas algodão-doce cheira-me a dias felizes).

A feira tem risos. Tem risos de leitores e dos autores que os unem. 

A feira tem escritores, tem eventos, tem amigos em cada esquina. 

Este ano teve chuva, muita chuva. Este ano a feira teve cafés à chuva, teve abraços, batata-doce frita (a única coisa boa da gurmetização da feira) e como sempre, teve livros e livros. Livros para todos os gostos

 

FLL1.PNG

 

A feira acabou e da feira trouxe 4 livros. 

Dos alfarrabistas veio o Este é o meu corpo, da Filipa Melo

Dos descontinuados da Relógio D'Água veio o Norte e Sul da Elizabeth Gaskell.

Da Saída de Emergência (com hora H) vieram as duas metades de O Herói da Eras, do Brandon Sanderson.

 

Uma escritora portuguesa que nunca li, um clássico que tinha debaixo de olho há algum tempo e o final de uma trilogia que queria ter na estante.  

Um balanço positivo para uma feira que não correu, de todo, como eu esperava.

E a vossa feira, como correu?

5 comentários

Comentar post