Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

29
Jul13

Curtas 59: Ebooks 1

Patrícia
Comprei um e-reader (Kobo) para oferecer a alguém que lê apenas em Português. Como não tenho nenhum, estou a descobrir, passo a passa como é que aquilo funciona.
Assim de repente tenho a dizer várias coisas:
 
- Senhores que vendem e-readers: convém saberem a diferença entre um e-reader e um ebook.
 
- O site da Kobo é uma treta, quando se quer fazer buscas por livros em Português.
 
- Não é assim tão linear pôr no raio do bicho os ebooks que andámos a colecionar  durante anos
 
- Há diferenças entre Português de Portugal e do Brasil. Eu gostava de ter a certeza do que estou a comprar antes de efectivamente comprar.
 
- Pela oferta de e-books que existe, tenho para mim que a malta tem vergonha de comprar livros porno eróticos em papel e opta pelos ebooks - não dá nas vistas nos transportes publicos e ainda dá um ar de modernice.
 
- Não consigo compreender porque é que determinados livros Portugueses não existem em ebook. Não falo de livros antigos, falo de livros recentes, que acabaram de ser editados. Falo, por exemplo, do "Madrugada Suja" do Miguel de Sousa Tavares. Porque que é este livro não existe em formato eletrónico? (se por acaso existir, avisem-me por favor. Procurei tudo e não encontrei) Será que as editoras querem "obrigar" os leitores a comprar o livro em papel? hummm
 
- É impressão minha ou os editores Portugueses editam o mínimo possível em ebook? (tenho a impressão que editam apenas o indispensável para que os equipamentos eletrónicos se continuem a vender.
 
- Pela quantidade de livros grátis que encontrei acho que é possível ler de borla o resto da vida. Não garanto é a qualidade dos livros.
 
- Os ebooks são demasiado caros. Pelo menos as novidades.
 
posto isto... Eu quero um e-reader para mim!
 
 

9 comentários

Comentar post