Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

15
Jan21

Assombrações

Patrícia

Esta noite acordei com um pesadelo. Já não me lembro bem (esta mania de alguns sonhos se desvanecerem é lixada) mas acordei com um aperto no peito bem meu conhecido. A verdade é que me lembro de ter pesadelos desde os meus 4/5 anos. Durante muitos anos o pesadelo era sempre o mesmo ou com as variações decorrentes da idade - porque a verdade é que esse sonho me acompanhou quase 30 anos, a uma média de 2/3 vezes por semana. Aliás, tenho 2 pesadelos-chave, um em que me morrem pessoas e outro em que estou perdida, a tentar chegar a qualquer lado e nunca consigo. Nunca me lembro de sonhar que estou a cair, coisa que parece ser bastante comum. Os meus pesadelos sempre reflectiram as minhas angústias e os meus medos e isso sempre foi bastante óbvio. Uma coisa engraçada é quando as pessoas dizem que não se sonha a cores. Quanto a vocês não sei mas os meus sonhos devem ser a cores. O pormenor da cor não costuma ser importante mas num pesadelo específico foi, metia um tractor amarelo e foi daqueles tão horríveis que nunca me esqueci. Desses horríveis, ainda mais horríveis que o normal, está aquele em que conduzia um carro, tive um acidente e na queda só conseguia pensar que tinha matado as pessoas que estavam comigo no carro ou o tal do tractor. Esta noite pus-me a pensar que, depois de alguns anos sem pesadelos dignos de nota, voltaram de mansinho para assombrar as minhas noites. 

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 16.02.2021

    Boa ideia. Eu também sonho quase todas as noites. Vou então passá-los a escrito
    a ver até onde vou. Depois escrevo um livro.
    Posso dar o título O LIVRO DOS MEUS SONHOS



  • Imagem de perfil

    Almerinda 16.02.2021

    Patrícia, quando o publicar, não se esqueça de me avisar. Os críticos vão catalogá-lo como escrita surrealista. Boa sorte e bom carnaval confinado. 
    Cumprimentos à mãe. 
  • Imagem de perfil

    Patrícia 18.02.2021

    Olá Almerinda,
    Não sei quem é o/a anónimo mas não sou eu. 
    Nunca escreveria um livro e ainda menos um dos meus pesadelos. Credo.
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Pesquisar

    email

    ler.por.ai@sapo.pt

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    A ler:

    A ouvir

    Arquivo

      1. 2021
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2020
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2019
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2016
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2015
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2014
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2013
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2012
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2011
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2010
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2009
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2008
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2007
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2006
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D

    Mais sobre mim

    Em destaque no SAPO Blogs
    pub