Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

23
Out13

As leituras atuais

Patrícia
Nada tem apenas um lado mau. E nada melhor do que tentar versempre o lado bom das coisas más.
E o lado bom de vir para o trabalho de transportes públicos(nem preciso falar do lado mau tão conhecido de toda gente – e quem não conhecepode imaginar, é exatamente isso) é poder ler algum tempo todas as manhãs etodas as tardes. É tão bom começar o dia a ler uma horinha. E nestas coisas oKOBO é o meu melhor companheiro de viagem. Ando a ler o “Inverno do mundo”, umcalhamaço (facílimo de ler) que seria impossível carregar todos os dias…
 
E com menos tempo em casa e muito trabalho para fazer ando aler menos blogs. Desde que o Google Reader acabou e uso o Feedly para organizaros blogs que sigo as coisas mudaram um bocadinho. O Feedly não é (pelo menospara mim) tão bom como o Google Reader, não consigo gostar lá muito daquilo masconfesso-me demasiado preguiçosa para ir procurar novo reader (e arrumar todosos blogs novamente). A consequência é que os posts se vão acumulando e quantos maistenho por ler menos me apetece fazê-lo. No que aos blogs dos livros dizrespeito, tento filtrar o que me interessa eliminando implacavelmente todos osposts de publicidade (odeio, odeio, odeio) mas mesmo assim ando com as leiturassuper atrasadas. Por outro lado ando a dedicar-me a ouvir vlogs de livros.Tenho encontrado coisas muito interessantes e ando a mudar a minha opiniãosobre a exposição na internet. Não tenho qualquer intenção de fazer um mastenho pena que haja tão poucos Vlogs literários Portugueses (na realidade sóconheço dois, o InesBooks e o Mulher que Ama livros) mas ando a descobrir os Brasileirosque me fazem descobrir novos blogs que ameaçam entupir de vez o feddly.
 
Mas é sempre bom descobrir coisas novas e com elas aprender.Tenho a tendência para seguir todos os blogs de livros que conheço e faço-oapenas porque é uma forma fácil de guardar aquele link para ir depois ver sequero mantê-lo como leitura habitual, se for o caso o blog vai para o feedly,caso contrário esqueço-o durante uns tempos. O problema disto é que acabo porter sempre demasiados post para ler dos blogs que já conheço para ainda tertempo e paciência para ler os novos. Ora isto revela-se um erro (pelo menospara mim) porque acabo por perder textos, discussões e livrosinteressantíssimos.
 
Outra consequência destas explorações no youtube são a completanoção de que não conheço NADA da literatura Brasileira o que é, no mínimoestúpido. A possibilidade de ler bons escritores na língua original, sendo queessa língua é a minha, é algo que não devia ser desperdiçado. Na realidade nãoconseguimos encontrar muitos livros de autores brasileiros nas livrariasconvencionais, mas deixamos de ter esse problema com os ebooks. Há muitosebooks em PT-BR. E muito poucos em PT-PT pelo que eu ando a ler imenso em PT-BRe não me faz diferença nenhuma. Boa literatura é boa literatura em qualquer língua.E se for literatura da treta, daquela só para passar o tempo, tb o é emqualquer língua, por isso eu não sou esquisita nem me ponho com preconceitos tolosde que “ah eu não gosto de ler em Brasileiro”. Até porque Brasileiro e Português são a mesmíssima coisa. E se há termos diferentes dos habituais, bem... a maior parte conheço das novelas e a verdade é que há termos algarvios que o pessoal de Lisboa não conhece e há termos do norte que eu não conheço. E há montes de palavras que aparecem nos bons livros Portugueses que eu não conheço e que tenho que ir pesquisar o significado. E qual é o problema disso? Ler não é também aprender?
Eu não me importo nada e muitasvezes, na minha mente, até leio com sotaque J.

14 comentários

Comentar post

Pág. 1/2