Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

21
Fev13

AqGdL_2*: A escolha de um livro

Patrícia
Continuando na saga dos meus amigos que gostam de ler, hoje trago-vos um texto de uma das minhas favoritas "bookfriends". A Catarina é alguém com quem gosto de trocar opiniões e, na maioria dos casos, temos opiniões parecidas (vamos esquecer o "O amor é fodido" do Miguel Esteves Cardoso, ok, Cati?) e é a primeira pessoa a quem peço sugestões de livros.
Pedi-lhe que escrevesse sobre um livro, o primeiro, o melhor, o pior... e o texto, cheio de boas sugestões que me enviou foi este
(Obrigada :) )
 
"Quando a minha amiga blogger booklover  me pediu paraescrever - um post com uma opinião sobre um livro - o meu primeiro pensamentofoi: não sei escrever duas frases seguidas de jeito nem para salvar a minhaalma, depois pensei: Ok ... é só um texto, não vai ser proposto para nobel daliteratura por isso, cá vai disto. Mas quando, efectivamente, me sentei paraescrever - um post com uma opinião sobre um livro –  o que me passou p’lacabeça foi: oh caraças ... e agora?
Sobre um livro?  UM livro? Qual deles? Como é queescolho qual O livro? O primeiro livro de “Os Cinco” que li e que me fez quererter a minha própria ilha como a família Kirrin?  “O Perfume” que me fezsentir todos os cheiros ali descritos, inclusive o cheiro a peixe podre? “AsPontes de Madison County” que li numa noite agarrada a uma caixa delenços?  “Os contos de Eva Luna” que me fez ler todos os livros da IsabelAllende sem sequer espreitar a sinopse de nenhum. Os livros da Pearl S. Buck dacolecção de capa amarela, da minha mãe, que me fizeram adorar livros sobre ooriente? O livro “3 Chávenas de Chá” que me fez acreditar que uma única pessoapodia mudar o mundo a construir escolas, para depois vir a descobrir que afinalera tudo mentira, e foi como um amigo me tivesse traído. “O Crime no Expressodo Oriente” e todos os restantes livros da tia Agatha que me fizeram, aindahoje, ter um livro policial na minha mesa de cabeceira para o intervalo naleitura dos outros livros. “As Intermitências da Morte” o primeiro livro que lido Sr. Saramago, já o homem tinha falecido, que me mostrou um sentido de humorque me surpreendeu completamente...
E agora olho para a minha mini biblioteca e vejo outrostantos amigos que me acompanham desde que me lembro de saber ler e outros maisrecentes e não me consigo decidir por um. Por isso, amiga bloggerbooklover, peço desculpa por não ter escrito o post que me pediste, e prometodar-te a minha opinião quando me disseres qual o livro!"

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.