Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ler por aí

Ler por aí

14
Nov12

A ilha Teresa, de Richard Zimler

Patrícia

Não será grande novidade para ninguém que eu gosto bastante dos livros do Richard Zimler. Este não foi exceção apesar de ser bastante diferente dos livros de maior sucesso do escritor (falo, claro, do "O último Cabalista de Lisboa" e dos restantes livros da saga).
Teresa, uma miúda Portuguesa vai com a família para os Estados unidos e é de lá que conta a sua história. A premissa parece simples: uma adolescente, num país diferente e sem amigos, e os seus problemas. Mas na realidade, tal como a vida, nem sempre o que parece é e Teresa é um miúda muito especial que entra numa espiral de dúvidas e angustias que a arrasta para o fundo poço.
Angel é o seu único amigo, um homossexual Brasileiro que não encaixa na escola onde ambos estudam. Pedro, irmão de Teresa, é um miúdo de 7 anos que se esconde atrás de Hulk, o super herói de plástico que carrega para todo o lado. E é este o núcleo deste livro, composto pelas angústias de 3 miúdos a quem a vida nem sempre sorri mas que não aceitam a hipocrisia e o comodismo da vida adulta.
De uma forma muito simples (tão à Zimler) o escritor leva-nos a refletir na vida, na amizade, na família, na morte, no desespero, nas consequências das nossas ações para nós e para os outros, no suicidio, na esperança e no preconceito. E ainda há música à mistura. A música dos Beatles que, pelo menos a mim, me deixa sempre com um sorriso.
Uma das mais valias deste livro é forma como o autor nos conduz com perícia por entre vários acontecimentos, pela mesma espiral que afunda Teresa e nos mostra que, tão facilmente, aquela podia ser a nossa própria vida.
Gosto de livros assim.