Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ler por aí

Ler por aí

10
Jun24

números

Patrícia

Desta vez olho para os números das eleições de longe, numa análise sem o condicionalismo das opiniões dos outros, sem ter visto 1 dos muitos minutos de análise que imagino terem existido ontem e hoje nas nossas televisões. Talvez por isso me tenha apetecido registar a minha opinião (mais para memória futura que por outra coisa). Não sou boa analista política mas gosto de olhar para os números. E as Europeias, onde só vota quem vota sempre, são um bom barómetro para a coisa.

Livre -  Agora o L já sabe quando vale em números absolutos. Depois da brincadeira do Paupério, emendou a mão (e não invalidou a eleição do Paupério nas primárias) mas não engoliu o sapo, mostrando que não acredita efectivamente no método que já lhe deu dois dissabores extremamente públicos. Costuma dizer-se que à segunda oportunidade desperdiçada, "shame on you" e à terceira "Shame on me". Os votantes do L não vão dar terceira oportunidade ao partido do Rui Tavares. Pena ver um partido cortar assim as suas hipóteses de futuro mas só podem culpar-se a si mesmos.

BE - Outro partido cujos números mostram o que vale de forma sólida. As circunstâncias pontuais e o carisma individual podem fazê-lo crescer mas é esta a base. Sem grande história, aqui. 

PCP - Ainda não declaro o PCP moribundo porque é o PC, que tem base sólida como poucos partidos e ainda pode reinventar-se mas a eleição do João Oliveira tem mais a ver com ele que com o partido. Vejo o PC como uma pirâmide que se está a fundar. A base está lá mas apenas acima da linha d'água pouco ou nada já existe. 

PAN - Para um partido que se diz de pessoas, animais e natureza é impressionante como o PAN consegue não perceber nada do mundo rural. Enfim, qdo a Inês Sousa Real se cansar aquilo acaba.

CH - já sabemos quanto vale o voto de protesto e quanto vale o CH. O Ventura vai ter que decidir se vale a pena ir buscar os votos que perdeu para os chalupas, se consegue convencer os eleitores  que continua a ser um partido de protesto fora do sistema ou se quer tentar ser mais que isso. Para já perdeu a vantagem dos números.

IL - Vão convencer-se que estes números são reais mas se não tiverem pesos pesados nas próximas legislativas vão baixar e muito.

PD e AD - bem, acho que podemos dizer que ninguém vai querer eleições antecipadas. O PSD vai ter que mostrar o que vale no governo e o PS na oposição (e pode agradecer a vitória à confusão arranjada pelo Livre). E ambos vão ter que perceber como convencer alguém (especialmente os mais novos) a votar neles.  

 

09
Jun24

poemas por limosna

Patrícia

Tinha uma caixa com um livro a dizer "poemas por limosna". Nunca tinha ouvido a palavra limosna mas o significado era óbvio. Pedi-lhe um poema e ele pediu-me um tema. Livros, que outro tema poderia dar a um poeta de rua, que ali estava a partilhar e vender a sua arte? Pegou na máquina de escrever e, sem nunca largar o cigarro, escreveu sem quase parar para pensar. Já li e reli este poema várias vezes, guardá-lo-ei com carinho. 

Mais tarde voltei a passar naquela calle e lá continuava ele. Pedi-lhe uma foto e autorização para a publicar no blog. Acedeu e perguntou-me de onde sou e depois recitou Pessoa. 

É o meu primeiro dia na Colômbia mas já sei que este poema, este momento, vai ser a minha melhor recordação deste país. Guardem este nome: Edward Guillém

WhatsApp Image 2024-06-09 at 00.48.50_6bf0d13b.jpg

WhatsApp Image 2024-06-09 at 00.48.50_6acc7b86.jpg

Pesquisar

email

ler.por.ai@sapo.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Mais sobre mim

Em destaque no SAPO Blogs
pub