Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ler por aí

Ler por aí

07
Jan15

Este blog em 2015

Patrícia
Pela primeira vez tenho objetivos nas minhas leituras paraum ano. Não em termos de números, claro, pois não lerei mais nem menos por causadisso. Mas fui desafiada para cumprir o 9GAG Reading Challenge e vou tentarencaixar os livros que leio naquelas categorias. Acho que vai ser divertido. Aíao lado vão ter sempre o meu progresso neste desafio.
Mas o meu verdadeiro objetivo para este ano é Ler em Português. Foi a Roda dos Livros que me fez darimportância às leituras de livros de autores Portugueses. Confesso que duranteanos e anos li maioritariamente autores estrangeiros. O ano de 2014 foi oprimeiro em que isso mudou. 52.5% dos livros que li são de autores Portugueses.Portanto em 2015 este objetivo só pode aumentar.
Não acho que LER em Português condicione de forma negativaas minhas leituras. Pelo contrário, tenho tido imensas surpresas boas.
O que nos leva a ler tantos livros de autores estrangeirosem detrimento dos autores Portugueses?
Acima de tudo o Marketing, acho. Não faço ideia se temhavido ou não um crescimento na publicação de livros de autores nacionais (efalo claro de editoras a sério e não nas empresas que, por acaso, fornecem oserviço de publicar livros) mas acredito que sim. E há editoras que têm feitouma aposta engraçada nesta área e que até têm apostado na divulgação. Mas averdade é que esses esforços são manifestamente inferiores aos que existem emrelação aos autores estrangeiros. É certo que esta importação de autores é em grande parte escolha dos leitores queadoram consumir o que os outros consomem, adoram ler o que os outros leem epreferem ler best-sellers estrangeiros que livros nacionais. O preço é outradas coisas que pesa (e muito) na equação. Os ebooks (ou a inexistência deles) ajudamà história. Enfim, tudo parece conspirar contra o “consumir Português”.
Quando a mim vou continuar a fazer a aposta contrária. Voudar primazia aos nossos autores, vou querer conhecer mais e melhor emPortuguês. É a minha língua, adoro ler em Português e acho que se escreve muitobem por cá. A roda dos livros é uma ótima forma de conhecer autores Lusos e aComunidade LEYA na Buchholz tem-me ajudado imenso nesta descoberta.
E confesso que às vezes tenho vergonha de que estrangeiros conheçammelhor os nossos autores do que nós. Há tantos autores que são mais (re)conhecidos em França ou no Brasil do que por cá. Pior, há tantos escritoresmais lidos por lá do que por cá.
Por isso se vocês são do género de leitor “ai, detestoescritores portugueses” acho que estão a ler o blog errado. E certamente vãopreferir outras paragens este ano porque aqui vai falar-se muito de autoresPortugueses.