Ler por aí
 
12 de Dezembro de 2014

          

Um desabafo de que fiquei“em estado de choque” quando acabei de ler este livro e que talvez nunca meapetecesse falar sobre ele acicatou a curiosidade de alguns. No nosso país,onde o prémio LEYA tem um destaque imenso (devido ao montante do prémio e aomarketing envolvido) é inevitável que haja uma imensa curiosidade relativamenteàs obras vencedoras.
Parti para esta leiturasem sequer ter lido a sinopse do livro e sabia apenas que era um livro sobre arelação de dois irmãos. Um tinha síndrome de down, o outro não.
Quando comecei a ler olivro (em versão eletrónica e ainda antes da versão em papel estar à venda –parabéns LEYA por ter posto à venda a versão eletrónica antes da versão física)não ia à espera do que encontrei.
Para poder escrever sobrea minha relação com este livro não consigo evitar SPOILERS, pelo que, se aindanão leram o livro, sugiro que parem de ler aqui, reclamações posteriores nãoserão aceites.
Num livro cuja açãosaltita entre um presenta numa aldeia do interior de Portugal e vários momentosno passado conhecemos, na primeira pessoa, a relação de um homem com o seuirmão que sofre de síndrome de Down. É inevitável estabelecermos uma ligaçãodiferente com os dois irmãos. Ao longo da maioria das páginas do livro duaspersonalidades distintas vão-se dando a conhecer e Miguel, com todas aslimitações inerentes à sua doença, é uma personagem fascinante. O seu amorincondicional por Luciana, as suas reações que fazem absoluto sentido no seumundo, a sua relação com os pais e com o irmão são tudo aquilo que esperavadeste livro. Não conheço de perto esta síndrome mas gostei do que li.
Mas foi a personagem donarrador que me fascinou. O percurso escolhido, as reações, os sentimentos aolongo do crescimento numa família que, necessariamente, vivia em redor daqueleque mais necessitava e que acabou por condicionar (ou no mínimo ajudar amoldar) irremediavelmente a personalidade deste homem foram-me deixando cadavez mais desconfortável.
A espiral de loucura foio que mais me chocou.
O que está escrito e oque não está (nunca me esqueci que aquela era a versão do narrador) e que melevou a questionar o poder da loucura, da inveja, do ciúme, da maldade e doamor.
Esta é, como sempre, umavisão muito pessoal de um livro que gostei de ler e que não me foi, de todo,indiferente. Acho que esta minha dificuldade em escrever sobre o livro é omaior elogio que lhe posso fazer. Afinal nunca gostei de livros muito fáceis.
(e notaram que conseguiescrever tudo sem referir a idade ou a família do autor? É que, sinceramente,isso não interessa mesmo nada)
publicado por Patrícia às 16:15 link do post
pesquisar neste blog
 
email
ler.por.ai@sapo.pt
mais sobre mim
tags

2017

adam johnson

afonso cruz

afonso reis cabral

agatha christie

alexandre o'neill

alguém quer este livro?

amin maalouf

ana cristina silva

ana margarida de carvalho

ana saragoça

ana teresa pereira

anna soler-pont

anne bishop

anne holt

antonio garrido

as paixões antigas

biblioteca de bolso

brandon sanderson

carla m. soares

carlos campaniço

carlos ruiz zafón

chimamanda ngozi adichie

colleen mccullough

conversas (sur)reais

cosmere

cristina drios

curtas

dan brown

danuta wojciechowska

david soares

diário de leitura

direitos dos leitores

dulce maria cardoso

elena ferrante

filipe melo

frank mccourt

george r.r martin

gonçalo m. tavares

greg mortenson

haruki murakami

helena vasconcelos

ildefonso falcones

inês pedrosa

isabel allende

jo nesbø

joão tordo

jodi picoult

josé eduardo agualusa

josé luís peixoto

josé rodrigues dos santos

josé saramago

juan cavia

julia navarro

juliet marillier

ken follet

l.c. lavado

ler em português

leya em grupo

lídia jorge

livros

luís miguel rocha

mai jia

maria manuel viana

mário zambujal

marion zimmer bradley

meg wolitzer

mitos e outros temas livrescos

mónica faria de carvalho

natal

nuno nepomuceno

opinião

os meus amigos também gostam de ler

patrícia müller

patrícia reis

paulo m. morais

podcast

richard zimler

robert wilson

robin sloan

roda dos livros

rosa lobato faria

rui cardoso martins

rui zink

sandra carvalho

sonhos

stephenie meyer

stieg larsson

stormlight archives

tarita

the way of kings

tiago carrasco

trudi canavan

ursula k. le guin

valter hugo mãe

vasco ribeiro

victoria hislop

words of radiance

youtube

zoran živković

todas as tags

blogs SAPO