Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ler por aí

Ler por aí

O Espião Português + A Espia do Oriente, de Nuno Nepomuceno


André é um pseudo-totó que passa a vida a ter acidentes estranhos, a adoecer nos momentos menos próprios, a dar quedas da bicicleta e a ficar entalado em portões. Para além disso é o super-competente director do departamento de comunicação do Ministério dos Negócios Estrangeiros e o braço direito do Ministro. Tem um cão que lhe desobedece todos os dias (e só por isso tem a minha total solidariedade) e não sabe escolher as mulheres certas. Ah e é espião (o que explica a primeira frase deste post). É impossível não gostar do André (e do Kimi, claro). E a China Girl é uma Bad Girl que rapidamente nos conquista.  E nada nem ninguém é o que parece. 
O Espião Português e a Espia do Oriente são dois livros de uma trilogia escrita pelo Nuno Nepomuceno, um simpático escritor considerado uma promessa neste género tão pouco valorizado (e editado) em Portugal.
E devo dizer-vos que estes livros me surpreenderam e conquistaram. É tão bom, de vez em quando, ler algo mais leve, de leitura compulsiva e que nos deixa de bom humor.
Mas atenção, posso considerá-los uma "leitura leve" mas considero-os, acima de tudo, muito pensados e bem estruturados. Posso enganar-me mas acho que o Nuno sabe, desde a primeira página, o que vai acontecer a cada um dos personagens. Nota-se que nada é por acaso, que cada acção dos personagens tem uma razão de ser e que, mais tarde ou mais cedo, vamos saber porque é que aconteceu. E eu gostei imenso disso. Gosto de me deixar enredar numa história, de caminhar (ou correr) lado a lado com o André e com a China Girl.
E só tenho pena de não ter o terceiro volume para saber (já) como vai acabar esta história. É que ainda por cima o Nuno Nepumoceno não teve complacência com os leitores e deixou-nos um bocadinho lixados nas últimas páginas do segundo volume. 

Foi uma excelente estreia mas agora as expectativas estão mais altas e depois de se ter visto uma boa evolução do primeiro para o segundo volume, espero que o terceiro ainda seja melhor e que o Nuno se torne uma referência neste género literário... (depois daquele final, Nuno, não mereces menos que um bocadinho de "pressão" da parte dos leitores, certo? :) )

(Na foto, o modelo que faz companhia à espia é o ZéGato, o gato mais maravilhoso do mundo)