Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ler por aí

Ler por aí

No seu mundo, Jodi Picoult


O seu filho não consegue olhá-la nos olhos.

Será culpado?
Jacob Hunter é um adolescente: brilhante a Matemática, sentido de humor aguçado, extraordinariamente bem organizado, incapaz de seguir as regras sociais. Jacob tem síndrome de Asperger. Está preso no seu próprio mundo – consciente do mundo exterior e querendo relacionar-se com ele. Jacob tenta ser um rapaz como os outros mas não sabe como o conseguir.
Quando o seu tutor é encontrado morto, todos os sinais típicos da síndrome de Asperger – não olhar as pessoas nos olhos, movimentos descontrolados, acções inapropriadas – são identificados pela Polícia como sinais de culpa. E a mãe de Jacob tem de fazer a si própria a pergunta mais difícil do mundo: será o seu filho capaz de matar?



Foi o primeiro livro desta escritora que li e fi-lo sem grandes expectativas. Não sei bem porquê mas achava que este livros seriam um bocadinho lamechas demais para o meu gosto mas o tema interessou-me e resolvi oferece-lo à minha mãe no Natal. Agora foi a minha vez de o ler.
A história anda à volta de um personagem com síndrome de Asperger, uma espécie de autismo funcional. Jacob tem 18 anos, um QI acima da média, um humor diferente e todas as peculiaridades características desta doença. Emma, a mãe de Jacob vive para ele. É uma espécie de super-mãe com todas as dúvidas inerentes à realidade em que vive. Theo, o irmão mais novo de Jacob que não só tem que fazer de irmão mais velho como tem que dividir a mãe com o irmão, “perdeu” o pai devido à doença do irmão e tem que viver com o estigma de ser o “irmão do miúdo esquisito”. Oliver, o advogado que já foi ferrador e que aceita defender o Jacob de uma acusação de homicídio. Rich, o policia que prende Jacob.
O livro divide-se em capítulos “escritos” por cada um destes personagens e assim apercebemo-nos das várias perspectivas. É especialmente interessante a parte relativa a Jacob. Não sei como pensa alguém que tem síndrome de Asperger, mas a explicação da doença dada pelo próprio e a lógica do seu pensamento é completamente diferente da nossa e isso fica muito bem marcado no livro.
Enquanto procurava a sinopse do livro descobri que o titulo original é House Rules o que tem muito mais a ver com este livro que o “nosso” “No seu mundo”. Porque Jacob esforça-se imenso por continuar no nosso mundo. Só que a sua forma de viver é diferente da nossa. A dele é acima de tudo literal. Jacob não percebe as subtilezas da linguagem: Se a mãe lhe diz que demora 10 minutos, aos 11 ele acha que ela morreu e aos 12 está a ter uma crise. As regras são para cumprir. Custe o que custar.

Gostei imenso do livro. Ri nalgumas partes e quase chorei noutras. Não é o melhor livro que já li na vida, não é nenhum livro do TOP 10, mas é daquele género de livro que nos faz ficar viciados até chegar à última página.