Ler por aí
 
03 de Junho de 2010

Ontem estive numa tertúlia literária com a escritora Lídia Jorge que escreveu livros como “O vento assobiando nas Gruas” e “A costa dos murmúrios”. Adorei, claro. A escritora é amorosa e para alguém que gosta de livros é muito interessante estar à volta de uma mesa (éramos poucas) à conversa com uma escritora. Falou-se de livros, claro. Em particular falou-se de “O vento assobiando nas gruas” e foi muito interessante conhecer a opinião da escritora, saber como nasceu a “Milene” e como ela “chamou todas as outras personagens”.

Mas também falámos de preconceito. De como há tanto preconceito com os escritores Portugueses, em especial com as mulheres escritoras. Gostei da perspectiva da escritora que se recusa a queixar-se. Assim este ponto da conversa foi breve.

Mas eu não tenho nenhum género de problemas em falar sobre isso (aliás já não é a primeira vez aqui no blog) e portanto cá vai: Eu acho mesmo que há um enorme preconceito. Eu mesma me sinto preconceituosa. Aconteceu-me com a Rosa Lobato Faria acontece-me com muitas outras escritoras. Há muita comparação entre estas escritoras e a Margarida Rebelo Pinto que apesar de ter a qualidade de ter posto muita gente a ler é uma escritorazinha perto destas senhoras. Não que os romances de cordel não tenham o seu mérito, porque têm. Mas têm um público-alvo muito diferente e específico. E temos a tendência para juntar nesse grupo todas as escritoras e julgá-las pela mesma bitola. Erro crasso. Perdemos oportunidades de ler óptimos livros e aprender muito.

Há também a falta de publicidade (se não em quantidade pelo menos em qualidade) aos autores portugueses. E há o preço dos livros (é impressionante mas às vezes é mais barato comprar um livro de um autor Português noutra língua). E há os escritores da moda, os livros da moda que podem ser ou não fantásticos que vendem sempre.

Outro erro, na minha opinião, é nas nossas escolas não se apostar na leitura dos livros actuais. Sim, os Maias são fantásticos e são riquíssimos em relação à linguagem e à história e à mensagem e tudo o mais. Mas a verdade é que ninguém vai aprender a amar os livros a ler os Maias, ou os Lusíadas (que acho maravilhosos) ou o Amor de perdição (giro que se farta, mas um bocadinho “out” nos tempos que correm). Felizmente já há professores com a coragem de escolher os “não-clássicos” que pertencem à lista dos livros de leitura aconselhada. Infelizmente são poucos.

Eu acho que podemos, todos, mudar esta realidade. Ler é tão bom. Só é preciso descobrir isso e que há livros para todos os gostos.
publicado por Patrícia às 15:06 link do post
Nunca li nada da Lídia Jorge porque sempre me pareceu uma literatura enfadonha e muito ligada às raízes dela - África - temas que não me interessam.

Uma escritora que me apetecia ler mais e metem-se sempre outros livros 'à frente' é a Agustina Bessa Luis. Li a SIBILA na escola e gostei bastante... gostava de ler mais coisas dela. Vamos ver se acontece.
Jose Santos a 4 de Junho de 2010 às 09:42
pesquisar neste blog
 
email
ler.por.ai@sapo.pt
mais sobre mim
tags

2017

adam johnson

afonso cruz

afonso reis cabral

agatha christie

alexandre o'neill

alguém quer este livro?

amin maalouf

ana cristina silva

ana margarida de carvalho

ana saragoça

ana teresa pereira

anna soler-pont

anne bishop

anne holt

antonio garrido

antónio lobo antunes

as paixões antigas

biblioteca de bolso

brandon sanderson

carla m. soares

carlos campaniço

carlos ruiz zafón

chimamanda ngozi adichie

colleen mccullough

conversas (sur)reais

cristina drios

curtas

dan brown

danuta wojciechowska

david soares

diário de leitura

direitos dos leitores

dulce maria cardoso

elena ferrante

filipe melo

frank mccourt

george r.r martin

gonçalo m. tavares

greg mortenson

haruki murakami

helena vasconcelos

ildefonso falcones

inês pedrosa

isabel allende

jo nesbø

joão tordo

jodi picoult

josé eduardo agualusa

josé luís peixoto

josé rodrigues dos santos

josé saramago

juan cavia

julia navarro

juliet marillier

ken follet

l.c. lavado

ler em português

leya em grupo

lídia jorge

livros

luís miguel rocha

mai jia

maria manuel viana

mário zambujal

marion zimmer bradley

meg wolitzer

mitos e outros temas livrescos

mónica faria de carvalho

natal

nuno nepomuceno

opinião

os meus amigos também gostam de ler

patrícia müller

patrícia reis

paulo m. morais

podcast

richard zimler

robert wilson

robin sloan

roda dos livros

rosa lobato faria

rui cardoso martins

rui zink

sandra carvalho

sonhos

stephenie meyer

stieg larsson

stormlight archives

tarita

the way of kings

tiago carrasco

trudi canavan

ursula k. le guin

valter hugo mãe

vasco ribeiro

victoria hislop

words of radiance

youtube

zoran živković

todas as tags

blogs SAPO