Ler por aí
 
21 de Outubro de 2011

As livrarias que mais frequento são a Fnac e a Bertrand. Na Fnac tento não comprar livros (acho-os caros) e acabo por comprá-los na Bertrand, muitas vezes ao mesmo preço mas como tenho o cartão de pontos e volta e meia lá trago um livrito de borla com os vales de 10€ que me vão oferecendo. Com a Fnac tenho um caso de ódio (acho que depois de conquistarem o mercado esticaram-se na subida dos preços) e com a Bertrand, um caso de amor. Aliás, de primeiro amor, pois a Bertrand da rua de Sto António em Faro era o meu conceito de paraíso quando tinha 10 anos (e por isso perdoo-lhes os preços que praticam).
Compro livros no supermercado, adoro feiras de rua e passo a vida a dizer que vou passar a comprar livros pela net, mas sei que quando começar ainda vou comprar mais livros do que os que compro pessoalmente. Enfim…
Hoje passei por uma livraria de bairro e resolvi entrar (atrair-me a uma livraria é demasiado fácil) e descobri que tenho saudades daquele tipo de livraria, dos livros que têm expostos e da forma familiar como as coisas são feitas. Gosto daquela mistura de papelaria com livraria (só não trouxe uma agenda para 2012 porque “ainda estamos em Outubro!!!!!”). Os grandes grupos estão a controlar completamente o mercado dos livros e isso entristece-me imenso pois retira grande parte da magia da coisa. É que misturar livros e pacotes de esparguete não é bem a mesma coisa que entrar um santuário de livros.
publicado por Patrícia às 15:17 link do post
É bem verdade, mas ao menos uma boa notícia os livros manterão o mesmo valor do IVA.
Quanto á questão dos preços (principalmente) nas duaas situações que referiste uma é livraria a outra não.
Mas preços iguais só se for mesmo nessa livraria em particular, pois os preços na Bertrand são dos mais elevados que se praticam, a diferença consegue por vezes ser grande.
Eu também tenho o tal cartãozinho, que só acumula aquilo que compras.
é dado ao cliente um vale de 10 euros ao fim de 150 euros em compras (não quero generalizar) mas se fizeres as contas pelos preços practicados pela fnac, para teres o mesmo vale (e isto na mesma situação) terias gasto em livros entre 117 e 120 euros.
30 euros é dinheiro.
Nuno Chaves a 21 de Outubro de 2011 às 23:23
Nuno, geralmente comparo os preços entre a Fnac e a bertrand e são iguais (eu não tenho o cartão Fnac que tb é pago) pelo que geralmente ganha a bertrand - e sim, sei que no geral talvez fique a perder, mas a atitude da Fnac irrita-me mesmo.
É uma boa noticia que o IVA nos livros não suba (valha-nos isso) mas já estou descrente e acredito que mesmo assim o preço dos livros venha a subir.
Patrícia a 22 de Outubro de 2011 às 18:46
Estou a gostar de descobrir este blogue. Eu tenho os cartões todos, da Bertrand (a minha preferida na segunda Segunda-feira de cada mês) da Fnac (compensa para os outros dias), da Leitura e da Almedina (como o da Bertrand não são pagos e dão descontos de 10%, o da Leitura imediato, o da Almedina a descontar na próxima compra).
redonda a 20 de Dezembro de 2011 às 12:18
pesquisar neste blog
 
email
ler.por.ai@sapo.pt
mais sobre mim
tags

2017

adam johnson

afonso cruz

afonso reis cabral

agatha christie

alexandre o'neill

alguém quer este livro?

amin maalouf

ana cristina silva

ana margarida de carvalho

ana saragoça

ana teresa pereira

anna soler-pont

anne bishop

anne holt

antonio garrido

as paixões antigas

biblioteca de bolso

brandon sanderson

carla m. soares

carlos campaniço

carlos ruiz zafón

chimamanda ngozi adichie

colleen mccullough

conversas (sur)reais

cosmere

cristina drios

curtas

dan brown

danuta wojciechowska

david soares

diário de leitura

direitos dos leitores

dulce maria cardoso

elena ferrante

filipe melo

frank mccourt

george r.r martin

gonçalo m. tavares

greg mortenson

haruki murakami

helena vasconcelos

ildefonso falcones

inês pedrosa

isabel allende

jo nesbø

joão tordo

jodi picoult

josé eduardo agualusa

josé luís peixoto

josé rodrigues dos santos

josé saramago

juan cavia

julia navarro

juliet marillier

ken follet

l.c. lavado

ler em português

leya em grupo

lídia jorge

livros

luís miguel rocha

mai jia

maria manuel viana

mário zambujal

marion zimmer bradley

meg wolitzer

mitos e outros temas livrescos

mónica faria de carvalho

natal

nuno nepomuceno

opinião

os meus amigos também gostam de ler

patrícia müller

patrícia reis

paulo m. morais

podcast

richard zimler

robert wilson

robin sloan

roda dos livros

rosa lobato faria

rui cardoso martins

rui zink

sandra carvalho

sonhos

stephenie meyer

stieg larsson

stormlight archives

tarita

the way of kings

tiago carrasco

trudi canavan

ursula k. le guin

valter hugo mãe

vasco ribeiro

victoria hislop

words of radiance

youtube

zoran živković

todas as tags

blogs SAPO