Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

Em género de balanço estive a fazer umas continhas.

Este ano li 23 livros, 10 dos quais de autores Portugueses(43,48%), 6 foram-me emprestados (26,09%), 6 foram ebooks (26.70%) e 2 foram emlíngua estrangeira (8,70%).
O que gostava de destacar é que 43% dos livros que li foramde autores Portugueses. Não é um mau número mas não é, também, um bom número paramim. O meu objetivo é que, pelo menos metade dos livros que leio seja deautores Portugueses. Depois quero que os autores lusófonos estejam em grandemaioria na minha lista de livros lidos, mas este é um objetivo ainda em construção.
Quero ler autores Portugueses por vários motivos:
1.   Porque gosto.Temos excelentes escritores e cada vez gosto mais de os ler.
2.   Sou Portuguesa e gosto de saber o que por cá seescreve. Só o posso saber se ler.
3.   Sou Portuguesa e acho triste que os estrangeirossaibam mais acerca do que por cá se escreve do que eu. Sinto mais orgulho nos nossos escritores que nosnossos jogadores de futebol (e não conto como escritores os jogadores defutebol que escrevem livros - mas isto já é o meu mau-feitio a falar)  
4.   Porque Gosto. Já tinha dito isto mas nunca édemais reforçar que, efetivamente, seescreve muito bem por cá.
5.   Sou leitora e sou Portuguesa. Sinto cada vezmais responsabilidade em relação aomundo editorial Português: nós estamos para o mundo editorial como “os mercados”estão para as finanças. Na realidade é o que nós queremos, o que a maioria denós quer (e querer significa comprar) é o que as editoras editam (e o que sevende por aí diz mais de nós que das editoras). O problema é que nós optamos,muitas vezes, por comprar lá fora, ler o que vem de fora só porque é maisbarato e esquecemo-nos que estamos a construir o nosso próprio futuro literário.
 Outro número que destaco é que ¼ doslivros que li foram em formato eletrónico. Os ebooks que li em Português, comprei. Nãocompro mais porque há pouca coisa em PT/PT mas, tal como referi no ponto 5, senão comprarmos ebooks como podemos exigir que eles sejam editados? São carosdemais? Sim, são. Ainda são um bocadinho maltratados? Sim, são. Mas eu gosto,dão-me jeito e pretendo continuar a comprar.
 
No geral estes meses foram óptimos em termos de leituras (e para mim óptimo é qualitativo e não quantitativo). E vocês? Andam a ler autores Portugueses? Contem-me tudo....

8 comentários

Comentar post