Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

E em 2014?

2013 foi um anofantástico em relação aos livros e às leituras e a minha participação no grupode leitura “A roda dos livros” teve muito a ver com isso.
Não li muitos livros,mas li bons livros e acima de tudo conheci bons escritores e falei muito acercado meu tema favorito: livros, pois claro. A minha “lista de desejos” aumentoudesmesuradamente o que me assusta um bocadinho (ainda não me consegui livrardaquela ansiedade do “nunca vou conseguir ler tudo aquilo que quero/precisoler”) mas que me deixa feliz por incluir tantos escritores Portugueses. Cadavez mais, gosto de ler escritores Portugueses, cada vez mais acho que seescreve bem em Português. E cada vez mais o desafio é fugir das novidades, dosguilty pleasures, das leituras fáceis. Nunca vou deixar de ler este tipo delivro, às vezes é mesmo o que me apetece (e não tenho qualquer problema comisso) mas enquanto leitora quero ler coisas diferentes, quero sentir queaprendi alguma coisa com aquele livro. E quero acima de tudo continuar a gostarde ler.
Vou tentar, com muitaforça, não comprar livros novos. A verdade é que hoje é dia 4 de Janeiro e jáacrescentei 2 livros novos à minha biblioteca. Mas a verdade é que não gasteidinheiro com nenhum deles: O terceiro livro do 1Q84 tinha que vir fazer companhiaaos outros dois. Era inevitável. Aproveitei uma troca de uma prenda de Natal (omiúdo a quem ia oferecer aquele livro já o tinha e não tive oportunidade de otrocar atempadamente, pelo que lhe comprei outro) e um bocadinho do que tenhonum cartão oferta. O outro livro The Tragedy of Fidel Castro é um ebook que me foi amavelmente oferecidopelo escritor João Cerqueira e que será certamente uma das próximas leituras noe-reader.
Estou absolutamente proibida decomprar novos livros até ao meu aniversário que será já no próximo mês ( a nãoser que sejam comprados com os cartões oferta que tenho na carteira e que serãousados em casos de extrema necessidade – sim, a maioria das mulheres quandofica deprimida compra sapatos, eu compro livros) principalmente porque aspróximas leituras já estão definidas: O meio sol amarelo, da Chimamanda NgoziAdichie; O hotelmemória, do João Tordo e Sangue vermelho em campo de neve, de Mons Kallentoft,(todos via Roda dos livros) e claro, os dois de quefalei acima. Pelas minhas contas só preciso de mais livros lá para Março.

E a vocês desejo grandes leituras este ano e muito, muito sucesso.

2 comentários

Comentar post