Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

Dizem que Sebastião, de João Rebocho Pais *

 
Esta é a história do “princípiodo fim de um homem sem graça nenhuma”. Dizem que Sebastião, homem denúmeros e de sucessos empresariais (o sonho de tanta gente) é afinal um inaptopara as coisas boas da vida. Mas um jantar desastroso e um susto vão pôr Sebastiãoperante uma encruzilhada e o caminho escolhido por este nosso herói é…interessante. Perante algumas dúvidas existenciais Sebastião procura ajuda. Equem melhor para o ajudar que aqueles que “da lei da morte se vão libertando”?
 Ao longo destaspáginas encontramos uma série impressionante de personagens que  se unem em torno de Sebastião e com palavras oaconselha. Assim, é entre conversas com Fernando, Luís, João ou António (eoutros tantos), sempre com a sábia liderança de Simplício, que o nossoprotagonista muda de vida.
Um livro que vai deliciar leitores, que me deliciou a mim eque me arrancou, amiúde, gargalhadas. Um livro sobre livros (fórmula perigosaquando não bem conseguida, mas infalível quando o é – e aqui, é). Não vou falarmais sobre esta história porque a magia deste livro é lê-lo e isso vos aconselhoa fazer.
É o primeiro livro do João Rebocho Pais que leio. Atrevo-mea dizer que não será o último, porque fiquei fã da sua forma de escrever,simples, cuidada e despretensiosa.
É um dos escritores do Cole©tivo Nau de que falei num dosposts anteriores e tem também o livro “o intrínseco de manolo” (o linkencaminha-vos para as opiniões, dos livros deste escritor, do pessoal da Rodados livros).
* e não ponho aqui a sipnose que me parece demasiado reveladora... Eu, como comprei o livro por impulso e em ebook, não a li e a surpresa foi óptima.

1 comentário

Comentar post