Ler por aí
 
06 de Janeiro de 2013

Nop. Não os faço. Não tenho jeito para essas coisas. Já me chegam os desafios na vida privada e profissional.
Mas se fizesse era o de um ano a ler apenas autores Portugueses. Escreve-se por cá tanta coisa boa e eu ainda li tão pouco que às vezes sinto-me um pouco envergonhada.
Mas como se viu pelo primeiro (e se vai ver pelo segundo) livro do ano esse desafio já era e ainda hoje é dia 06. (já agora bom dia dos reis, não e esqueçam de comer romã, sim?)
publicado por Patrícia às 09:16 link do post
tags:
As Romãs... dispenso e podes comê-las todas LOL. É daquelas frutas, que dispenso mesmo. Não gosto, mesmo sabendo dos seus efeitos anti-oxidantes e mais não sei o quê....
Quantos aos desafios... fiz o 1º apenas o ano passado... mas não são desafios à maluca tipo ler 200 livros num ano.
O ano passado foi fazer uma espécie de lista com os livros que tinha aqui por ler (+ ou - com a minha média anual)Não comprar livros porque isto está mal e diminuir a pilha de livros. E é mesmo preciso ter força de vontade. Só assim diminui as eternas filas de espera. Mesmo assim não consegui cumprir.
Este ano, o desafio é literalmente igual. Fiz uma lista com o que realmente quero ler durante este ano... deu um total de 29 livros. Não está mal. Se ler outros entretanto melhor. Mas não faço grandes maratonas... fico espantado como existem pessoas que lêem cento e tal livros por ano. Eu não sou capaz... pois isso é ler por ler... penso que nem sequer conseguem absorver seja o que for... mas ainda bem que não são iguais a mim. Este é o único desafio em que vou entrar o meu. Boas Leituras.
nuno chaves a 6 de Janeiro de 2013 às 21:56
Olá Patricia,
Romãs? No dia de Reis? Nunca ouvi falar!
O meu desafio ano após ano é sempre o mesmo: ler mais e ler autores portugueses de que só ouço falar, mas que nunca li.
Assim em 2012, li Alçada Batista, Fernando Namora, Miguel Torga, David Mourão Ferreira, Rosa Lobato faria (adorei) João Tordo (gostei muito), Tiago Rebelo, Jose Rodrigues dos Santos, José Luis Peixoto (adoro), Jose Jorge Letria, Agustina Bessa Luís etc.
Falta ler mais Saramago!
Mas sempre que vou à bibioteca da minha terra tento trazer um livro de um autor português.
Bom ano com excelentes leituras
Dulce Barbosa
Dulce a 7 de Janeiro de 2013 às 15:49
29 livros é muito bom. Não me parece que chegue a esse número. Mas depende do tipo de livro. Estou a ler o livro dos reis magos há semanas, ainda vou a meio. Precisei de umas horas "fora da realidade" e despachei o livro da Anne Bishop em 2 dias ( e tinha sido menos se um deles não tivesse sido dia de ano novo, lol). Por isso não ligo a números.
Este ano decidi não gastar dinheiro em livros, ou melhor... só gastarei o dinheiro que conseguir ganhar com a venda de alguns livros que já não quero. Neste momento já tenho dinheiro em caixa. Mas já avisei o meu marido que ele está à vontade para me oferecer os livros que quiser...
E tenho mesmo que diminuir os livros que tenho para ler.
ah... e eu adoro Romãs.
Patrícia a 7 de Janeiro de 2013 às 21:31
Sim, Dulce. Romãs. tem que ficar uma romã para o dia de reis para que haja dinheiro durante o ano. Sabedoria da minha avó.
Claro que eu vou ser "pobre" a vida inteira porque adoro romãs, guardo sempre uma para o dia de reis e depois não me lembro de a comer..
A tia Rosinha é um espectáculo, O Peixoto também é porreiro, Agustina é difícil como tudo e tenho um ódio de estimação pelo Tomás Noronha, quer dizer, pelo JRS. E já li bastante Saramago. Tenho que ler mais um ou dois ainda (é uma relação de amor-ódio, tb)
Bom ano :)
Patrícia a 7 de Janeiro de 2013 às 21:35
pesquisar neste blog
 
email
ler.por.ai@sapo.pt
mais sobre mim
tags

2017

adam johnson

afonso cruz

afonso reis cabral

agatha christie

alexandre o'neill

alguém quer este livro?

amin maalouf

ana cristina silva

ana margarida de carvalho

ana saragoça

ana teresa pereira

anna soler-pont

anne bishop

anne holt

antonio garrido

as paixões antigas

biblioteca de bolso

brandon sanderson

carla m. soares

carlos campaniço

carlos ruiz zafón

chimamanda ngozi adichie

colleen mccullough

conversas (sur)reais

cosmere

cristina drios

curtas

dan brown

danuta wojciechowska

david soares

diário de leitura

direitos dos leitores

dulce maria cardoso

elena ferrante

filipe melo

frank mccourt

george r.r martin

gonçalo m. tavares

greg mortenson

haruki murakami

helena vasconcelos

ildefonso falcones

inês pedrosa

isabel allende

jo nesbø

joão tordo

jodi picoult

josé eduardo agualusa

josé luís peixoto

josé rodrigues dos santos

josé saramago

juan cavia

julia navarro

juliet marillier

ken follet

l.c. lavado

ler em português

leya em grupo

lídia jorge

livros

luís miguel rocha

mai jia

maria manuel viana

mário zambujal

marion zimmer bradley

meg wolitzer

mitos e outros temas livrescos

mónica faria de carvalho

natal

nuno nepomuceno

opinião

os meus amigos também gostam de ler

patrícia müller

patrícia reis

paulo m. morais

podcast

richard zimler

robert wilson

robin sloan

roda dos livros

rosa lobato faria

rui cardoso martins

rui zink

sandra carvalho

sonhos

stephenie meyer

stieg larsson

stormlight archives

tarita

the way of kings

tiago carrasco

trudi canavan

ursula k. le guin

valter hugo mãe

vasco ribeiro

victoria hislop

words of radiance

youtube

zoran živković

todas as tags

blogs SAPO