Ler por aí
 
31 de Agosto de 2009


Um pequeno castelo de caça na Hungria, onde outrora se celebravam elegantes saraus e cujos salões decorados ao estilo francês se enchiam da música de Chopin, mudou radicalmente de aspecto. O esplendor de então já não existe, tudo anuncia o final de uma época. Dois homens, amigos inseparáveis na juventude, sentam-se a jantar depois de quarenta anos sem se verem. Um, passou muito tempo no Extremo Oriente, o outro, ao contrário, permaneceu na sua propriedade. Mas ambos viveram à espera deste momento, pois entre eles interpõe-se um segredo de uma força singular...

“As Velas ardem até ao fim” é na verdade um tratado à Amizade, uma reflexão profunda, que levou 41 anos a completar, sobre a verdadeira amizade.
Dois velhos, uma amizade, um segredo nunca revelado, uma verdade que é preciso desvendar antes de dar por acabada a vida.
A história deste livro é muito “simples” e acaba por ser completamente secundária, porque a magia deste livro é a beleza do discurso, das palavras que nos transportam para a nossa própria vida, para as experiências que vivemos ao longo da vida. Acaba por nos fazer pensar e crescer um bocadinho.
É um daqueles livros que acho difícil catalogar. Imagino que cada um de nós o leia e apreenda de forma diferente, mas acho difícil que alguém não veja a beleza que se esconde nestas páginas.
Acho até que seria um daqueles livros que qualquer pessoa devia ser obrigada a ler.
Há alguns livros que considero “obrigatórios”, não pela escrita em si (a deste livro é excepcional) mas pelo conteúdo que nos ensina sempre qualquer coisa. Livro como o “Principezinho”, “Fernão Capelo Gaivota”, “A história da Gaivota e do gato que a ensinou a voar”, “O velho que lia romances de Amor”, “Siddartha” e agora este “As velas que ardem até ao fim” são livros intemporais e que podem ser lidos (quase) da infância à velhice e que parecem ter sido feitos de propósito para nós… sempre.
publicado por Patrícia às 15:53 link do post
Há uns anos li esse livro e gostei bastante. Ensina-nos que, de facto, a amizade é das coisas mais valiosas que podemos ganhar nesta vida. Num mundo em que cada vez mais as pessoas se preocupam com os seus interesses, passando por cima de quem quer que seja, pode tornar-se dificil encontrar uma amizade verdadeira. Outras vezes essa amizade está mesmo à frente dos nossos olhos sem que lhe demos o devido valor. Este livro faz-nos pensar, e prova que muitas vezes só com o tempo é que conseguimos realmente tirar conclusões sobre muitas pessoas, situações e experiências.

Beijocas
Vera a 14 de Setembro de 2009 às 18:03
Um livro sublime, com uma narrativa hipnotizante. Este autor é um caso sério de literatura. :)
Barroca a 1 de Maio de 2011 às 23:27
pesquisar neste blog
 
email
ler.por.ai@sapo.pt
mais sobre mim
tags

2017

adam johnson

afonso cruz

afonso reis cabral

agatha christie

alexandre o'neill

alguém quer este livro?

amin maalouf

ana cristina silva

ana margarida de carvalho

ana saragoça

ana teresa pereira

anna soler-pont

anne bishop

anne holt

antonio garrido

as paixões antigas

biblioteca de bolso

brandon sanderson

carla m. soares

carlos campaniço

carlos ruiz zafón

chimamanda ngozi adichie

colleen mccullough

conversas (sur)reais

cosmere

cristina drios

curtas

dan brown

danuta wojciechowska

david soares

diário de leitura

direitos dos leitores

dulce maria cardoso

elena ferrante

filipe melo

frank mccourt

george r.r martin

gonçalo m. tavares

greg mortenson

haruki murakami

helena vasconcelos

ildefonso falcones

inês pedrosa

isabel allende

jo nesbø

joão tordo

jodi picoult

josé eduardo agualusa

josé luís peixoto

josé rodrigues dos santos

josé saramago

juan cavia

julia navarro

juliet marillier

ken follet

l.c. lavado

ler em português

leya em grupo

lídia jorge

livros

luís miguel rocha

mai jia

maria manuel viana

mário zambujal

marion zimmer bradley

meg wolitzer

mitos e outros temas livrescos

mónica faria de carvalho

natal

nuno nepomuceno

opinião

os meus amigos também gostam de ler

patrícia müller

patrícia reis

paulo m. morais

podcast

richard zimler

robert wilson

robin sloan

roda dos livros

rosa lobato faria

rui cardoso martins

rui zink

sandra carvalho

sonhos

stephenie meyer

stieg larsson

stormlight archives

tarita

the way of kings

tiago carrasco

trudi canavan

ursula k. le guin

valter hugo mãe

vasco ribeiro

victoria hislop

words of radiance

youtube

zoran živković

todas as tags

blogs SAPO