Ler por aí
 
06 de Dezembro de 2012

Para ser completamente justa deveria ter começado a escrever "as paixões antigas" por esta escritora. Enid Blyton foi a minha primeira paixão literária. Não, não comecei pelo Noddy. Não me lembro de ter lido livros do Noddy quando era miúda.
"Os cinco" sim, foram a minha paixão. Li inúmeras vezes cada um dos 21 livros da coleção original. Quanso eu era adolescente ainda apareceram uns novos livros do 5 (BD) mas que nunca me convenceram. Deixo-vos as capas dos livros de que (ainda me lembro) mais gostei:
O 1º em que o Júlio, o David, a Ana, a Zé e o Tim se conhecem, O 3º quando vão acampar para a ilha (e a loucura que era uma miúda ter um cão e uma ilha? uau), O 6º quando salvam o Tio Alberto, o cientista maluco; o 9º quando conheceram a cigana "encantadora de cães", o 10º no lago negro e frio,o 18º quando na quinta conhecem os gémeos (Henrique e Henriqueta, se bem me lembro) e o 21º, o último:



 
Li Também alguns volumes do Sete, mas confesso que não me deixaram grandes memórias.
 
Li alguns da coleção "A aventura" e os que vos deixo por aqui são aqueles de que me lembro:
 
 
Mas depois dos Cinco foram As gémeas e As meninas do Colégio das 4 torres que me fascinaram. Principalmente as meninas do colégio das 4 torres: A Diana, a Alice, a Ludovina... Na altura eu estava interna num colégio que, por muito bom que fosse, não era de todo tão fixe como o Colégio das 4 torres.
 

 
 
 
Como sempre deixo-vos as capas dos livros que eu li, quase todos emprestados pelas minhas primas (é já na altura eram velhinhos).
Atualmente estas coleções estão (quase) todas à venda, com novas e brilhantes capas. Imagino que ainda tenham sucesso mas não sei se o texto será o original ou se terá sido modernizado. Nunca deixo de sorrir quando vejo estes livros à venda e, na maioria das vezes,  consigo recordar todas as histórias. Foram livros que me ensinaram a amar a leitura. Foram livros que me ensinaram a sonhar.
?
publicado por Patrícia às 11:04 link do post
Li a colecção toda do Colégio das Quatro Torres e das Gémeas. Eu estudava num colégio com internato pros rapazes, mas beeeeeeeem longe do que era um internato de raparigas.
O certo é q tb foi a minha vizinha de cima q me emprestou e já não há livros desses lá em casa, mas que saudades!
Andorinha a 6 de Dezembro de 2012 às 11:10
Pois, mas os internatos não eram bem como no colégio das 4 torres :).
Mas eu adora os livros na mesma.
bjs
Patrícia a 6 de Dezembro de 2012 às 13:14
Que nostalgia!! Também foi com a coleção dos "Cinco" da Enid Blyton que me iniciei no mundo da leitura (e também adorava a coleção "O Colégio das Quatro Torres") :) Ainda os tenho todos cá em casa,sempre que passo pela estante dá-me umas saudades! Bons velhos tempos ^^

[http://howtoliveathousandlives.blogspot.pt]
Mónica Silva a 6 de Dezembro de 2012 às 20:37
Também foi a minha primeira paixão literária! Li Os Cinco e desesperava pela próxima compra, via Círculo de Leitores, da minha mãe. Perdi a conta às vezes que os li pois não queria ler outros com medo de me esquecer das histórias. Por acaso agora não me recordo de muitos pormenores, mas se não fossem eles penso que não seria a leitora que hoje sou. :)

Depois li Os Sete, que ela tinha comprado para ver se o meu irmão também ganhava o bichinho da leitura, sem sucesso, mas esta pequena leitora em crescimento também gostou e pediu mais. E foi quando chegou um volume do Colégio das Quatro Torres e descobri que a minha mãe havia furtado o livro, com mais ou menos a minha idade, da biblioteca da escola. "O crime!", pensei eu, mas se não fosse assim não me tinha chegado às mãos. :P Por fim, vieram As Gémeas que amei.

Agora estou a ver se coleciono os livros que me faltam de O Colégio das Quatro Torres, mas também estou a tentar fazer a coleção de outros livros da autora que acabei por não ter oportunidade de ler. Para além disto, estou a tentar formar uma nova leitora na pessoa da minha prima. Parece que a mãe já lhe anda a ler os livros de As Gémeas que lhe tenho oferecido. :D
WhiteLady3 a 6 de Dezembro de 2012 às 22:52
Olá Mónica, eu não tenho todos os livros porque muitos eram emprestados ou eu emprestava, mas tenho a maioria.
:)
Patrícia a 7 de Dezembro de 2012 às 10:52
Eu acho que estas "tentativas de formar leitores" são o que de melhor pode acontecer a um miúdo. Dar simplesmente um livro não funciona, há que tranmitir gosto, paixão pela leitura. Há que partilhar as leituras.
Foi assim comigo e eu bem tento com os meus primos, mas não tem resultado muito. O irónico é que o mais miúdo descobriu os livros porque ficou uma semana de castigo e não tinha acesso a tv nem computadores e por isso pegou num livro. Agora quer fazer a coleção completa (Das crónicas do Vampiro Valentim) e nós estamos a fazer-lhe a vontade, claro.
:)
Patrícia a 7 de Dezembro de 2012 às 10:56
Li estes livros de fio a pavio várias vezes, até pq eram os unicos que tinha... mas adorava-os e ainda os conservo, já n em muito bom estado (por terem sido tão folheados) mas como um tesouro preciso :)

Bom fim de semana
Maria Pereira a 7 de Dezembro de 2012 às 12:58
Também alguns dos meus estão em muito mau estado.... folhas soltas e afins.
Lembro-me que um dos que me emprestaram (salvo erro o 3 dos Cinco - os cinco voltam à ilha) vinha sem a última folha.... e eu fui lê-la a uma livraria.
Patrícia a 7 de Dezembro de 2012 às 14:07
Infelizmente não consigo acompanhar a minha prima tanto como gostaria, mas penso oferecer-lhe livros pois o resto da família já lhe dá imensos bonecos e outros brinquedos. Mas sei que ver um livro lhe pode despertar a atenção e além disso, tendo em conta que a mãe não é muito de brincar, achei que o ler podia ser algo que fizessem juntas, ainda para mais agora que ela entrou para a escola. Parece que a coisa está a resultar. Ela ainda prefere brincar mas já vai pedindo mais vezes à mãe para lhe ler. :)
WhiteLady3 a 7 de Dezembro de 2012 às 21:43
Excelente.... excelente.....
Tenho estes livros, por acaso bem estimados, tenho as edições dos cinco que apresentas que são "da nossa altura" da editorial Noticias. e tenho também alguns livros dos 5 da ENP, que eram da minha mãe, esses sim... já muito velhotes.
Muito obrigado por me teres feito regressar atrás no tempo.
Estes livros não têm idade! são eternos.
nuno chaves a 11 de Dezembro de 2012 às 14:05
pesquisar neste blog
 
email
ler.por.ai@sapo.pt
mais sobre mim
tags

2017

adam johnson

afonso cruz

afonso reis cabral

agatha christie

alexandre o'neill

alguém quer este livro?

amin maalouf

ana cristina silva

ana margarida de carvalho

ana saragoça

ana teresa pereira

anna soler-pont

anne bishop

anne holt

antonio garrido

antónio lobo antunes

as paixões antigas

biblioteca de bolso

brandon sanderson

carla m. soares

carlos campaniço

carlos ruiz zafón

chimamanda ngozi adichie

colleen mccullough

conversas (sur)reais

cristina drios

curtas

dan brown

danuta wojciechowska

david soares

diário de leitura

direitos dos leitores

dulce maria cardoso

elena ferrante

filipe melo

frank mccourt

george r.r martin

gonçalo m. tavares

greg mortenson

haruki murakami

helena vasconcelos

ildefonso falcones

inês pedrosa

isabel allende

jo nesbø

joão tordo

jodi picoult

josé eduardo agualusa

josé luís peixoto

josé rodrigues dos santos

josé saramago

juan cavia

julia navarro

juliet marillier

ken follet

l.c. lavado

ler em português

leya em grupo

lídia jorge

livros

luís miguel rocha

mai jia

maria manuel viana

mário zambujal

marion zimmer bradley

meg wolitzer

mitos e outros temas livrescos

mónica faria de carvalho

natal

nuno nepomuceno

opinião

os meus amigos também gostam de ler

patrícia müller

patrícia reis

paulo m. morais

podcast

richard zimler

robert wilson

robin sloan

roda dos livros

rosa lobato faria

rui cardoso martins

rui zink

sandra carvalho

sonhos

stephenie meyer

stieg larsson

stormlight archives

tarita

the way of kings

tiago carrasco

trudi canavan

ursula k. le guin

valter hugo mãe

vasco ribeiro

victoria hislop

words of radiance

youtube

zoran živković

todas as tags

blogs SAPO