Ler por aí
 
13 de Abril de 2011


Não resisto a começar este post perguntando quem tem coragem de devolver a um livraria um livro autografado?
Pois é. Este livro foi comprado na Bertrand e já vinha autografado. Imagino eu que tenha sido devolvido e foi posto na estante novamente sem que tivessem reparado nisso Também foi comprado sem que tivéssemos dado conta.
Sinceramente não me incomodou nada. Já comprei tantos livros em segunda mão que saber que este passou pelas mãos de uma Milene e da própria Rita Ferro não me incomoda nada.
Passando à frente. Este livro foi o primeiro que li desta escritora mas não será certamente o último. Gostei imenso. Gostei muito da forma como esta escritora escreve.
Foi óptimo ler bom português. Por muito boa que seja a tradução de um livro é diferente ler uma tradução do que ler um original em português. E neste livro senti isso. Foi mesmo uma óptima surpresa. E digo surpresa porque, tal como no caso da Rosa Lobato de Faria, não esperava grande coisa. Este preconceito para com os escritores portugueses e especialmente para com as escritoras portuguesas é difícil de ultrapassar.
Não é a primeira vez (e não será a última) que digo que as escritoras Portuguesas são muito injustiçadas.
Gostei da forma despretensiosa com que a escritora escreve. Não escreve para totós, não abusa da simplicidade da escrita como tantos escritores fazem nem escreve para uma elite ou para quem tem um dicionário ao lado. Achei que tinha uma escrita fluida e bonita.
Quanto ao livro propriamente dito... Gostei. Não será um dos livros da minha vida, mas gostei bastante.
Acredito que cada pessoa que lê este livro se foca em pontos diferentes. Esse é um ponto interessante deste livro: permite que cada leitor o leia de forma diferente (e nem todos os livros o permitem).
A história gira à volta de Teresa, do seu marido Nuno e de dois amigos Inácio e Carlota e é contada, à vez, por todos estes intervenientes. Isso também não me incomodou nada. Rapidamente percebia quem estava a contar a história. Conseguimos assim perceber (não na sua totalidade mas em parte) os diferentes pontos de vista à volta da mesma situação.
O resto é “simples”: um casamento feliz para onde são convidados mais duas pessoas. Homens e mulheres envolvem-se, encontram-se, perdem-se. Amor, amizade , traição, ódio, repulsa, desejo, carinho. Poderá um casamento sobreviver à devassidão? O que é devassidão afinal?
Esta história é triste. Para mim é triste desde o inicio ao fim. Não compreende tantas coisas aqui focadas. Não me imagino nelas. Não imagino o “dia seguinte”.
O caminho da Teresa é, no mínimo, complicado. O querer e não querer ao mesmo tempo. O desespero para não perder Nuno. O sujeitar-se a tanta degradação e a ter prazer nisso. No final a coragem de Carlota é interessante.
O final do livro é inesperado. Pessoalmente gostei. Achei-o coerente. E mais não digo.
publicado por Patrícia às 10:09 link do post
Neste mês, em comemoração à PÁSCOA, nas compras de livros com valor igual ou superior a 5€ o Alfarrábio Livrilusão oferece como prenda um tablete de CHOCOLATE para adoçar a sua leitura.

Acesse: www.livrilusao.com



Caro Amigo/Amig@,

Livros existem para aventurarem-se de mão em mão, enchendo olhos e mentes, traspassando mundos vários, continentes distantes, até mesmo galáxias perdidas deste infinito Universo, sem respeitar nem mesmo as fronteiras do senhor Tempo.


É com base neste espírito que Lisboa acaba de ganhar um novo Alfarrábio on-line. É o www.livrilusao.com, que vende livros usados e novos.

No entanto, não queremos ser apenas um alfarrábio a mais. Para além de comprarmos, vendermos e trocarmos livros, buscamos também interagir com todos que queiram trocar ideias connosco sobre livros, artes em geral e tudo o mais relacionado com Cultura.

Convidamos-te a visitar a nossa página e, se achar interssante, ajudar a divulgá-la, repassando esta mensagem para a sua lista de emails.

Vamos dar continuidade à aventura dos livros!

Obrigada,



Giulia Pizzignacco,

Livrilusão
a 14 de Abril de 2011 às 10:34
Fiquei tentada a ler :))
ESpeCiaLmente GaSPaS a 18 de Abril de 2011 às 10:23
ESpeCiaLmente GaSPaS, Welcome.
Eu gostei bastante do livro por isso recomendo :)
Boas leituras
Patrícia a 18 de Abril de 2011 às 11:03
Do livro não vou falar porque não o conheço. Mas da atitude, já a vi. Malta que vai a lançamentos, faz o bonito junto do conhecido ou amigo escritor mas depois, antes de passar pela caixa, pumba com ele na prateleira.

Beijocas!
Rafeiro Perfumado a 18 de Abril de 2011 às 11:49
Olá Rafeiro,
A sério? Há quem tenha atitudes dessas?
Que falta de respeito!
bjs
Patrícia a 18 de Abril de 2011 às 12:06
pesquisar neste blog
 
email
ler.por.ai@sapo.pt
mais sobre mim
tags

2017

adam johnson

afonso cruz

afonso reis cabral

agatha christie

alexandre o'neill

alguém quer este livro?

amin maalouf

ana cristina silva

ana margarida de carvalho

ana saragoça

ana teresa pereira

anna soler-pont

anne bishop

anne holt

antonio garrido

antónio lobo antunes

as paixões antigas

biblioteca de bolso

brandon sanderson

carla m. soares

carlos campaniço

carlos ruiz zafón

chimamanda ngozi adichie

colleen mccullough

conversas (sur)reais

cristina drios

curtas

dan brown

danuta wojciechowska

david soares

diário de leitura

direitos dos leitores

dulce maria cardoso

elena ferrante

filipe melo

frank mccourt

george r.r martin

gonçalo m. tavares

greg mortenson

haruki murakami

helena vasconcelos

ildefonso falcones

inês pedrosa

isabel allende

jo nesbø

joão tordo

jodi picoult

josé eduardo agualusa

josé luís peixoto

josé rodrigues dos santos

josé saramago

juan cavia

julia navarro

juliet marillier

ken follet

l.c. lavado

ler em português

leya em grupo

lídia jorge

livros

luís miguel rocha

mai jia

maria manuel viana

mário zambujal

marion zimmer bradley

meg wolitzer

mitos e outros temas livrescos

mónica faria de carvalho

natal

nuno nepomuceno

opinião

os meus amigos também gostam de ler

patrícia müller

patrícia reis

paulo m. morais

podcast

richard zimler

robert wilson

robin sloan

roda dos livros

rosa lobato faria

rui cardoso martins

rui zink

sandra carvalho

sonhos

stephenie meyer

stieg larsson

stormlight archives

tarita

the way of kings

tiago carrasco

trudi canavan

ursula k. le guin

valter hugo mãe

vasco ribeiro

victoria hislop

words of radiance

youtube

zoran živković

todas as tags

blogs SAPO