Ler por aí
 
23 de Abril de 2010

Quem me conhece ou quem lê estes blogs sabe bem que eu sou uma viciada em livros. Gosto de ler. Sou capaz de ler o mesmo livro inúmeras vezes apenas porque sim. Gosto de entrar em livrarias. Gosto de livros novos e velhos. Livros de histórias e livros com história. Gosto de trocar livros com amigos (cati, não me esqueci dos teus livrinhos, va benne?), de trocar opiniões sobre eles. Gosto de me perder num livro.

Não gosto de livros às metades, de histórias inacabadas, dos preços dos livros, de perder um livro. Não gosto de sair das livrarias de mãos a abanar, mas é o que acontece na maioria das vezes.

Gosto de livros em papel, mas sou menina para me habituar a um e-book se o preço for convidativo e se tiver um ipad ou coisa do género. Gosto de ler em Português, em Inglês e estou a fazer uma incursão pelo espanhol.

Tenho um blog só dedicado aos livros chamado “Os livro do… Histórias “ porque a determinada altura decidi separar as águas, o “Histórias” é generalista e o outro temático.

O primeiro livro a sério que li foi “A pousada do anjo da guarda”, da condessa de Ségur a que se seguiram os livros dos Cinco, Sete, Colégio das quatro torres, Patrícia, Hardy, Nancy e afins. Passei pela fase “Filhos da droga” depois mergulhei no fantástico pela mão de “As brumas de Avalon” que nos meus 16 anos me deu uma semana sem dormir decentemente. A mania do fantástico ficou juntamente com a onda “Egipto” onde Christian Jacq era o rei. O romance histórico continua a ter um lugar especial no meu coração, assim como a fantasia, mas a verdade é que leio tudo…

Ah, já me esquecia… passei pela fase “realidade” onde lia tudo o que havia no mercado sobre nazismo, as mulheres e o Islão e outras histórias de fazer chorar as pedras da calçada. O engraçado é que o único livro que me fazia chorar compulsivamente (vá, não era assim tanto) chamava-se “o juiz tinha um filho” e não faço a mais pequena ideia do autor. Nunca percebi que aquela história me angustiava deveras ou se seria alergia, mas a verdade é que muita lagrimazinha deitei à conta do filho do Juiz.

Actualmente estou a ler mais um livros do grande Carlos Ruiz Safón (para quem não conhece aconselha-se “A Sombra do Vento” e “O jogo do anjo”) em espanhol chamado “La Trilogía da la Niebla”…

Ora para todos, boas leituras e que hoje os livros sejam acarinhados, ok?
publicado por Patrícia às 17:35 link do post
pesquisar neste blog
 
email
ler.por.ai@sapo.pt
mais sobre mim
tags

2017

adam johnson

afonso cruz

afonso reis cabral

agatha christie

alexandre o'neill

alguém quer este livro?

amin maalouf

ana cristina silva

ana margarida de carvalho

ana saragoça

ana teresa pereira

anna soler-pont

anne bishop

anne holt

antonio garrido

antónio lobo antunes

as paixões antigas

biblioteca de bolso

brandon sanderson

carla m. soares

carlos campaniço

carlos ruiz zafón

chimamanda ngozi adichie

colleen mccullough

conversas (sur)reais

cristina drios

curtas

dan brown

danuta wojciechowska

david soares

diário de leitura

direitos dos leitores

dulce maria cardoso

elena ferrante

filipe melo

frank mccourt

george r.r martin

gonçalo m. tavares

greg mortenson

haruki murakami

helena vasconcelos

ildefonso falcones

inês pedrosa

isabel allende

jo nesbø

joão tordo

jodi picoult

josé eduardo agualusa

josé luís peixoto

josé rodrigues dos santos

josé saramago

juan cavia

julia navarro

juliet marillier

ken follet

l.c. lavado

ler em português

leya em grupo

lídia jorge

livros

luís miguel rocha

mai jia

maria manuel viana

mário zambujal

marion zimmer bradley

meg wolitzer

mitos e outros temas livrescos

mónica faria de carvalho

natal

nuno nepomuceno

opinião

os meus amigos também gostam de ler

patrícia müller

patrícia reis

paulo m. morais

podcast

richard zimler

robert wilson

robin sloan

roda dos livros

rosa lobato faria

rui cardoso martins

rui zink

sandra carvalho

sonhos

stephenie meyer

stieg larsson

stormlight archives

tarita

the way of kings

tiago carrasco

trudi canavan

ursula k. le guin

valter hugo mãe

vasco ribeiro

victoria hislop

words of radiance

youtube

zoran živković

todas as tags

blogs SAPO