Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ler por aí

Ler por aí

2016 em livros

Janeiro começou com uma Hora Solene em que procurei n'A Árvore das Palavras o livro perfeito para começar o ano.

Vivi moment' Os Interessantes  em Fevereiro a ouvir O Coro dos Defuntos onde O Amante Japonês entoava o Fahrenheit 451 e em Março uma debati-me com uma questão pertinente: Será que não há tantos homens ricos quanto mulheres bonitas que os mereçam?que, já em Abril, os maravilhosos Jonathan Strange e Sr. Norrel me ajudaram a esquecer. Em Maio ajudei um'A Amiga Genial a rezar um Pai Nosso para que em Junho  conseguissemos esquecer que a Fantasia Para dois Coronéis e uma piscina envolvia A Mulher e O último livro. Como Sempre vivemos no Castelo tivemos um'A biblioteca para testar a Teoria dos Limites que, em Julho, nos fez descobrir que A vida dupla de Maria João envolvia A história do Novo Nome d'As Gémeas do Gelo. Em Agosto O Escritor Fantasma não esqueceu A Gramática do Medo quando, em Setembro, escreveu sobre como venceu Os Vampiros com o  The Way of Kings.

Em Outubro usei Words of Radiance para descrever o Contracorpo d'As Viúvas de Dom Rufia e em Novembro, Desde a Sombra, voltei-me para a Adoração de um'A Célula Adormecida. Em Dezembro Os Despojados fizeram d'A Gorda uma excelente companhia para acabar o ano com excelentes leituras.

 

4 comentários

Comentar post