Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ler por aí

Ler por aí

Curtas 6:Bibliotecas

Adoro Bibliotecas. Já frequentei uma biblioteca itenerante. Já fui a várias bibliotecas no país. O meu sonho de consumo sempre foi ter uma biblioteca com estantes ao longo das paredes e com escadinhas. A minha biblioteca tem que ter escadinhas. E nada vai estar organizado por ordem alfabética mas sim por tipo de livro. Sim, porque há livros, voluntariosos, que não conseguem conviver na mesma estante com outros.

A conspiração sistina, de Philipp Vandenberg


Quando comprei este livro esperava uma história do género "O código Da Vinci", cheio de segredos e com uma acção vertiginosa. Espera uma história leve, com um tipo de escrita super acessível e de leitura rápida. Não podia estar mais enganada em relação à maioria destes itens.

Há, de facto, um mistério a decifrar. Um mistério que pode destruir a Igreja Católica Romana. Mas esse segredo é revelado ao longo do livro de uma forma lenta, sem os picos de adrenalina que este tipo de livro costuma provocar. Para já é injusta a comparação com o best-seller de Dan Brown, pela simples razão de que "A conspiração Sistina" é anterior ao outro, muito mais denso e de leitura muiito mais lenta.
Gostei bastante, no entanto. Gosto destes livros polémicos mas confesso que, por minha vontade, teria uma maior dose de acção. Really, acredito que uma investigação na vida real possa ser assim, mas na ficção? Nunca devia ser tão lenta. E a única personagem feminina poderia nem ser mencionada porque o seu papel nesta história é ínfimo, o que se justifica pela história se passar nas altas esferas do Vaticano, mas isto é ficção e não era preciso exagerar na ausência de mulheres...
Mais uma vez este "segredo" é uma teoria já conhecida, se bem que nunca tinha ouvido falar no que , no livro, levou à sua descoberta. 

Não posso deixar de fazer uma menção à frase que consta na capa da edição de bolso que comprei:
"Que têm em comum Miguel Ângelo, o terceiro segredo de Fátima, a Morte de João Paulo I, o ouro Nazi e a ressurreição de Cristo?"

Será que quem escreveu isto leu efectivamente o livro? 
Uma frase para os papalvos Portugueses irem a correr comprar o livro. Um engano. E o livro não merece isso. Sim, é feita menção ao segredo de Fátima, ao facto do documento se encontrar no arquivo secreto do Vaticano, de ter assustado Papas e possivelmente prever o final da igreja ou a morte do Papa ou coisa do género, mas isso é mencionado em meia página, juntamente com outras profecias que se encontram escondidas nos ditos arquivos.... Mais nada. Não é um livro sobre Fátima, nem pretende ser. E pelo que pude ver, esta frase não consta nas edições estrangeiras....





Curtas 4: series ou livres "single"?

Prefiro uma história contada num único volume. Definitivamente melhor: tem princípio, meio e fim e não me obriga a gastar imenso dinheiro para conhecer o fim da história. Os volumes seguintes geralmente são mais do mesmo. E quando não são... bem, a não ser por uma questão de lucro são mesmo necessários 20 volumes para contar uma história?

(há excepções, claro. Mas são poucas as que conheço e gosto. Ficam para uma outra curta)

Curtas 3: Não há maus livros

Já acreditei nisto. Sinceramente. Também já acreditei que o importante era ler, não importa o quê.
Mudei de ideias. Há maus livros. Há péssimos livros. Começo a acreditar que há livros que limitam os leitores em vez de lhes darem ferramentas para evoluir.

Curtas 2: praia

Incomoda-me ir para a praia sem um livro. Já cheguei a ir para a praia com um livro e não chegar a pôr um pé na areia (a esplanada foi o ponto de paragem). Ir para a praia com um livro de 500 páginas é complicado mas não tão complicado como ir para a praia sem o livro.

2 em 1

Não é habitual em mim ler dois livros ao mesmo tempo. Por norma quando estou a ler um livro, goste mais ou menos, quero mesmo é despachar-me na leitura.
Mas desta vez abri uma exceção. O livro que estou a ler, A morte do ouvidor de Germano Almeida, é bastante bom mas não é fácil de ler. Quer a linguagem, cuidada e muito pouco corriqueira, quer o tema, a história de Cabo Verde, contribuem para exigir uma dedicação à leitura de que não disponho neste momento. E dei por mim a, sorrateiramente, pegar num livro que comprei no supermercado por pouco mais de 2 euros e inicialmente destinado a ser leitura de praia.
É a Conspiração Sistina, de Philipp Vandenberg. Pelo que já li e pela sinopse é mais um Dan Brown a escrever sobre a igreja e segredos (supostamente) seculares. Confesso que adoro este tipo de livro. Não me traz nada de novo, não me faz pensar demasiado e permite-me uma fuga que neste momento me é tão necessária.

pela boca morre o peixe

.. ou "sou uma vendida".
Eu que não tenho parcerias com editoras, não faço nem nunca farei passatempos neste blog, não faço publicidade a livros a não ser com as opiniões positivas que dou, hoje participei num passatempo de um blog. Não vos digo qual que é para ter mais possibilidades de ganhar :)
Mas é que queria mesmo, mesmo aquele livro. É um dos que acabarei por comprar (caso não o ganhe, claro)

JOIN2WRITE


Há um projecto que permite, não só ler um livro (completamente grátis) online, como também participar e escrever um capítulo desse livro.
É o Join2Write que já conta com 3 capítulos (dois escritos pelo Vasco Ribeiro e um pela Carla Alves Ribeiro) e que ainda espera escritores (acho).
Ide ver, ler, quem tem talento para as letras inscreva-se e acima de tudo divirtam-se.

Pág. 1/2