Ler por aí
 
26 de Janeiro de 2009


Já está! Recomecei a ler. E neste fim de semana mergulhei no "Segredo de Cibele". Mais um livro para ler sem parar, em todos os momentos livres do fim de semana. Sendo mais um da Juliet Marillier, do género do fantástico, tinha espectativas altas. E gostei muito. Um livro light, para jovens e menos jovens (é, ao contrário dos livros anteriores da autora um livro direccionado para um público jovem-adulto) um livro simples. Com as suas heroínas, Juliet Marillier veio, para mim, ocupar o lugar da Marion Zimmer Bradley.
Paula, uma mulher jovem, erudita, culta, apaixonada por livros e por enigmas, vai para Istambul com o pai, mercador, em busca da "Dádiva de Cibele", um artefacto antigo, que para além do valor material, possui uma história de mistério e é o objecto central do culto a Cibele.
Três personagens centrais: Paula, Stoyan, o seu guarda-costas Búlgaro e um Português, Duarte, meio pirada, meio mercador, inteligente, fiel à sua maneira. É através da amizade, confiança e da sabedoria conjunta que os três vão ter alguma hipótese de descobrir o Segredo de Cibele.
Um livro onde as cores e os cheiros de uma cultura diferente se misturam com a magia de Paula.
publicado por Patrícia às 11:39 link do post
23 de Janeiro de 2009


Um dos livros que me marcou e que me acompanhou ao longo da minha adolescência foi este. Os Filhos da Droga, de Christiane F., ou melhor, de Vera Christiane Felscherinow. Li o livro muito nova, tinha 12 anos, quando o comecei a "namorar" na estante de livros das minhas primas. Até conseguir autorização para o tirar e ler "oficialmente" passaram uns meses. Oficiosamente, terão passado dias, pois lembro-me de o ter lido aos bocadinhos quando ia à casa delas.

Marcou-me. Uma miúda, de apenas 14 anos, que passa de uma infância banal para uma vida de droga e prostituição. Aliás aquele grupo de miúdos que vivia uma vida louca na Berlin dos anos 70. Christiane e o Namorado Detlef. A Babsi, o Atze, a Stella.
Li tantas vezes o livro ... cada história de alegria, de prazer, de dor, de imundice.
Hoje dei com um post num blog sobre este livro e não resisti a fazer o mesmo. Surpreende-me até como não escrevi este post antes.
Ao procurar uma foto livro para ilustrar as minhas divagações encontrei, na wikipédia, o destino final dos "personagens".
Do Grupo, Babsi foi a vitimamais nova, mas Atze e Axel também não sobreviveram. Detlef, livrou-se do vicio e vive com a mulher e os filhos na Alemanha onde é motorista de autocarro. Christianne, após ter passado algum tempo "limpa" voltou a drogar-se. Actualmente voltou a tomar drocas pesadas, tem Hepatice C. e o filho vive numa instituição em Berlin.

** a foto não é da versão Portuguesa do livro( é da versão Brasileira), mas foi a mais parecida à versão que tenho em casa...
publicado por Patrícia às 15:27 link do post
08 de Janeiro de 2009

Quatro livros. Todos à espera que o tempo me permita mergulhar numas horas de leitura. Pela primeira vez deixei que os livros do Natal chegassem ao outro ano sem serem lidos.
Mas já falta pouco para que tenha tempo para lhes pegar e lê-los. De fio a pavio...


Juliet Marillier, neste momento a minha escritora preferida no género do fantástico. Para mim a unica sucessora da MZB.
É um daqueles livros que me dá formigueiro nos dedos, quando olho para ele. Mas sei que se o começo a ler, só páro quando acabar. .... e agora não posso mesmo.
Mas vai ser o primeiro. Obrigada, Amor!

O Jogo do Anjo. Talvez o livro do Ano. Depois da Sombra do vento as expectativas estão Altas. Talvez demasiado. Mas diz quem já lei que continua a ser um poema em prosa e que é livro para ler e reler.
E para saborear.
Obrigada, Ana!
A minha paixão por gatos é conhecida. Daí este ser um livro para ler com um sorriso. Uma curiosidade. Eu própria ofereci este livro à minha prima adolescente. Espero que ela tenha gostado. Apesar de ter um cão e não um gato.
Obrigada Alice B.! Espero que gostes Alice D.


De last, but not the least!
"Os anos" de Virginia Woolf.
Muita curiosidade. Vai ser um livro para ler com calma, com olhos de ler e aprender.
Obrigada, Nuno!
publicado por Patrícia às 11:05 link do post
pesquisar neste blog
 
email
ler.por.ai@sapo.pt
subscrever feeds
mais sobre mim
tags

2017

adam johnson

afonso cruz

afonso reis cabral

agatha christie

alexandre o'neill

alguém quer este livro?

amin maalouf

ana cristina silva

ana margarida de carvalho

ana saragoça

ana teresa pereira

anna soler-pont

anne bishop

anne holt

antonio garrido

as paixões antigas

biblioteca de bolso

brandon sanderson

carla m. soares

carlos campaniço

carlos ruiz zafón

chimamanda ngozi adichie

colleen mccullough

conversas (sur)reais

cosmere

cristina drios

curtas

dan brown

danuta wojciechowska

david soares

diário de leitura

direitos dos leitores

dulce maria cardoso

elena ferrante

filipe melo

frank mccourt

george r.r martin

gonçalo m. tavares

greg mortenson

haruki murakami

helena vasconcelos

ildefonso falcones

inês pedrosa

isabel allende

jo nesbø

joão tordo

jodi picoult

josé eduardo agualusa

josé luís peixoto

josé rodrigues dos santos

josé saramago

juan cavia

julia navarro

juliet marillier

ken follet

l.c. lavado

ler em português

leya em grupo

lídia jorge

livros

luís miguel rocha

mai jia

maria manuel viana

mário zambujal

marion zimmer bradley

meg wolitzer

mitos e outros temas livrescos

mónica faria de carvalho

natal

nuno nepomuceno

opinião

os meus amigos também gostam de ler

patrícia müller

patrícia reis

paulo m. morais

podcast

richard zimler

robert wilson

robin sloan

roda dos livros

rosa lobato faria

rui cardoso martins

rui zink

sandra carvalho

sonhos

stephenie meyer

stieg larsson

stormlight archives

tarita

the way of kings

tiago carrasco

trudi canavan

ursula k. le guin

valter hugo mãe

vasco ribeiro

victoria hislop

words of radiance

youtube

zoran živković

todas as tags

blogs SAPO