Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ler por aí

Ler por aí

pensamentos soltos

Sábado à tarde e estou a trabalhar num dos mais movimentos lugares de Lisboa neste momento. O aeroporto, pois claro! No entanto, neste canto do dito aeroporto, estou apenas eu e a segurança.... é uma alegria. A parte boa é que posso ter música alta no escritório que ninguém me chateia... e também posso despachar muito trabalho .... a parte má é que estou cheia de sono e não tenho ninguém para conversar um bocadinho. A parte muito má é que estão fazer obras algures e agora resolveram fazer barulho suficiente para que vá para casa com dor de cabeça.

E eu que tenho estado com uma neura daquelas (há que diga que é SPM, mas isso são calúnias) não vejo grande hipótese de melhorar o meu humor. O facto de não andar a dormir as horas suficientes é capaz de contribuir para este estado de espirito. Mas como já acabei de ler o Harry Potter, isso deve melhorar nos próximos dias.

Do livro tenho apenas a dizer que admiro a capacidade da autora de inventar aquele mundo, de tornar a história coerente com este final. E principalmente de ter tido a audácia de resistir a continuar eternamente esta saga. Isso iria desvirtualizá-la completamente. e quem quiser saber o final que leia o livro.
Mas é impossivel fazer um filme interessante deste livro. Aliás o mesmo acontece com o5º e o 6º também. Já tinha essa ideia antes de ir ver o filme que actualmente está nos cinemas, mas depois de o ver fico sem perceber como é que alguém que não leu os livros vai compreender a história. é que aquilo é uma sucessão de cenas que não contam a história. E a grande magia desta saga está nos pormenores. Pensem antes em fazer uma série com os restantes livros.

Uma boa surpresa nos últimos tempos foi a nova música do Jorge Palma: "Encosta-te a mim". Vale a pena ouvir e está a dar-me vontade de comprar o CD (mas vou resistir.... tal como vou resistir a comprar mais livros nas próximas semanas).


Tudo o que eu vi,
estou a partilhar contigo
o que não vivi, hei-de inventar contigo
sei que não sei, às vezes entender o teu olhar
mas quero-te bem, encosta-te a mim.