Ler por aí
 
22 de Abril de 2014



Nem sei bem por onde começar. Talvez por dizer que meapaixonei pela escrita de Haruki Murakami, pela forma única como ele me contouesta história.
Acho que posso dizer que estes 3 volumes (mais de 1500páginas) nos contam uma simples história de amor.
Aomame e Tengo, buscam-se depois de 20 anos de distância.Antes um simples toque, um olhar, breves momentos partilhados na infância queinspiraram uma procura incessante e quase insana um pelo outro.
Para além de Aomame e Tengo, conhecemos (depois de uma levepresença no segundo volume da saga) Ushikawa. Este estranho personagem temagora direito a voz própria. Não podemos, no entanto, esquecer Fuka-Eri, oprofessor, o Líder de uma estranha e perigosa organização religiosa, AyumiNakano, Kamatsu, Tamaru e a Viúva Ogatha (e mais meia dúzia de personagenssatélite).

A história é surpreendentemente simples. Tengo procuraAomame que por sua vez o procura a ele. Tengo, matemático e escritor, reescreveum romance fantástico da autoria de Fuka-Eri e com isso provoca reaçõesinesperadas. Para apimentar a história (afinal são cerca de 1500 páginas) temostambém um organização religiosa capaz de tudo, homenzinhos pequenos que saem daboca de cabras ou de homens mortos, duas luas no céu, uma gravidez miraculosa,uma assassina quase perfeita, um cobrador fantasma, crisálidas de ar, umdetetive com cabeça de abóbora e uma cidade dos gatos. Confusos? Eu ficava.

Mas a verdade é que a grande vitória deste livro é a misturaabsolutamente surreal da realidade, tal como a conhecemos, com elementossurreais, que roçam o ridículo, mas que fazem sentido no meio desta confusãotoda.

E as descrições? Este homem põe o Eça e o Ramelhete a umcantinho ao descrever tudo em pormenor. Muitas vezes. Incontáveis vezes. E issonão me incomodou nem um bocadinho, para dizer a verdade. Os personagens são-nosapresentados exaustivamente, vezes sem conta. Cada situação é-nos contada sobvárias perspectivas. E ainda assim, e por causa disso, este livro é tãoespetacular.

Não posso deixar de chamar a atenção para a quantidade devezes que se fala de comida neste livro. Cada refeição dos protagonistas éreferida. E os livros que são citados são brutais. E a música que nos obriga air ao youtube…

Ficaram muitas coisas por esclarecer? Sim, ficaram. Mas nestecaso nem isso me incomodou. Sou perfeitamente capaz de imaginar uma continuaçãopara casa uma das situações em aberto.

Por um lado acho que este foi o final perfeito para este1Q84. Por outro lado tenho alguma esperança que o rumor de que um quarto volumeestá a ser escrito não seja apenas um rumor e que possa, num futuro próximo,regressar a um mundo com duas (ou mais) luas no céu.


publicado por Patrícia às 11:46 link do post
pesquisar neste blog
 
email
ler.por.ai@sapo.pt
mais sobre mim
tags

2017

adam johnson

afonso cruz

afonso reis cabral

agatha christie

alexandre o'neill

alguém quer este livro?

amin maalouf

ana cristina silva

ana margarida de carvalho

ana saragoça

ana teresa pereira

anna soler-pont

anne bishop

anne holt

antonio garrido

as paixões antigas

biblioteca de bolso

brandon sanderson

carla m. soares

carlos campaniço

carlos ruiz zafón

chimamanda ngozi adichie

colleen mccullough

conversas (sur)reais

cosmere

cristina drios

curtas

dan brown

danuta wojciechowska

david soares

diário de leitura

direitos dos leitores

dulce maria cardoso

elena ferrante

filipe melo

frank mccourt

george r.r martin

gonçalo m. tavares

greg mortenson

haruki murakami

helena vasconcelos

ildefonso falcones

inês pedrosa

isabel allende

jo nesbø

joão tordo

jodi picoult

josé eduardo agualusa

josé luís peixoto

josé rodrigues dos santos

josé saramago

juan cavia

julia navarro

juliet marillier

ken follet

l.c. lavado

ler em português

leya em grupo

lídia jorge

livros

luís miguel rocha

mai jia

maria manuel viana

mário zambujal

marion zimmer bradley

meg wolitzer

mitos e outros temas livrescos

mónica faria de carvalho

natal

nuno nepomuceno

opinião

os meus amigos também gostam de ler

patrícia müller

patrícia reis

paulo m. morais

podcast

richard zimler

robert wilson

robin sloan

roda dos livros

rosa lobato faria

rui cardoso martins

rui zink

sandra carvalho

sonhos

stephenie meyer

stieg larsson

stormlight archives

tarita

the way of kings

tiago carrasco

trudi canavan

ursula k. le guin

valter hugo mãe

vasco ribeiro

victoria hislop

words of radiance

youtube

zoran živković

todas as tags

blogs SAPO